Notícias | Dia a dia | US Open
Swiatek é novamente exigida e vai enfrentar Bencic
04/09/2021 às 19h14

Swiatek é a única jogadora do circuito e fazer oitavas em todos os Slam da temporada

Foto: Andrew Ong/USTA

Nova York (EUA) - Assim como já havia acontecido na segunda rodada do US Open, Iga Swiatek novamente precisou de três sets para avançar na competição. A número 8 do mundo teve que lutar por 2h17 para superar a estoniana Anett Kontaveit, 28ª colocada, por 6/3, 4/6 e 6/3. A polonesa de 20 anos é a única jogadora do circuito a ter chegado às oitavas em todos os quatro Grand Slam da temporada de 2021.

Swiatek conseguiu seis quebras na partida e teve 20 break-points, enquanto Kontaveit quebrou quatro vezes em oito chances. A estoniana até fez mais winners, 37 a 32, mas também cometeu mais erros não-forçados, 35 contra 27 da polonesa. Este foi o quarto duelo entre elas, agora com duas vitórias para cada lado. Recentemente, Swiatek também havia vencido em Roland Garros.

O primeiro set foi marcado por alguns games longos, com chances para ambos lados. A polonesa abriu 3/1, mas permitiu o empate no sexto game. Em um dos pontos mais importantes da parcial, a polonesa conseguiu mudar o ritmo de uma troca de backhands nas cruzadas ao diminuir o peso de uma bola, antes de novamente atacar para conseguir a quebra definitiva para o set.

Kontaveit abriu 3/0 no segundo set e permaneceu à frente no placar quase o tempo todo, mesmo permitindo duas quebras de serviço. Swiatek chegou a empatar no oitavo game e teve um break-point para passar à frente, mas não aproveitou e perdeu o saque de novo logo depois. Já no terceiro set, a polonesa conseguiu duas novas quebras em dez break-points e não mais teve o serviço ameaçado. Kontaveit chegou a salvar três match-points seguidos, dois deles com aces, mas não evitou a derrota.

Duelo com Bencic nas oitavas de final em NY
Campeã de Roland Garros no ano passado, Swiatek disputa apenas o terceiro US Open de sua carreira e já tem a melhor campanha. Ela agora enfrenta a suíça Belinda Bencic, número 12 do ranking e medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O único duelo anterior entre elas foi a final do WTA 500 de Adelaide, no início da temporada, com vitória de Swiatek em sets diretos.

Bencic, de 24 anos, avançou no Grand Slam nova-iorquino depois de derrotar a norte-americana Jessica Pegula por 6/2 e 6/4. Ela tem um bom histórico no US Open, tendo alcançado as quartas logo em sua primeira participação em 2014 e sido semifinalista na temporada de 2019. Até por isso, tem 780 pontos a defender.

Raducanu vence a sexta seguida e repete oitavas
A britânica de 18 anos Emma Raducanu, que veio do quali, segue mostrando um tênis que a credencia a ser muito mais do que 150ª do ranking. Ela marcou as parciais de 6/0 e 6/1 contra a espanhola Sara Sorribes para chegar às oitavas de final pelo segundo Grand Slam seguido. Em Wimbledon, recebeu convite e havia vencido três jogos para chegar às oitavas. Sua próxima rival pode ser a número 1 do mundo Ashleigh Barty, que enfrenta a norte-americana Shelby Rogers neste sábado.

 

Comentários