Notícias | Dia a dia | US Open
Djokovic vira o jogo e vence Nishikori pela 18ª vez
04/09/2021 às 18h29

Djokovic não perde para Nishikori desde a semifinal de 2014 em Nova York

Foto: Adam Glanzman/USTA

Nova York (EUA) - O vigésimo encontro entre Novak Djokovic e Kei Nishikori terminou com mais uma vitória do sérvio, que superou o japonês pela 18ª vez na carreira e a 17ª seguida. Líder do ranking mundial, Djokovic começou atrás no placar neste sábado, mas conseguiu superar o rival por 6/7 (4-7), 6/3, 6/3 e 6/2 em 3h32 para chegar às oitavas de final do US Open. Ele não perde para Nishikori desde 2014, quando foi superado pelo japonês na semifinal do Grand Slam norte-americano.

Campeão em Nova York nos anos de 2011, 2015 e 2018, Djokovic busca o 21º título de Grand Slam, o que faria dele o recordista isolado em conquistas de torneios deste porte. Além disso, o sérvio de 34 anos pode conseguir uma façanha ainda maior. Ele já venceu o Australian Open, Roland Garros e Wimbledon na atual temporada e tenta ser o primeiro homem desde Rod Laver, em 1969, a conquistar os quatro principais do torneios do tênis no mesmo ano.

O próximo adversário de Djokovic no US Open virá do confronto entre o russo Aslan Karatsev e o norte-americano Jenson Brooksby. O número 1 d do mundo tem uma vitória e uma derrota contra Karatsev, 25º do ranking, e ainda não enfrentou Brooksby, jovem de 20 anos e 99º colocado.

Finalista em 2014, Nishikori venceu o primeiro set
Já Nishikori ficou longe de repetir seus melhores desempenhos em Nova York. Ele foi vice-campeão do torneio há sete anos e disputou outras duas semifinais, em 2016 e 2018. Ex-número 4 do mundo e atual 56º do ranking, o japonês de 31 anos havia parado na terceira rodada em sua participação mais recente, em 2019. Ele não disputou a edição passada por ter sido diagnosticado com Covid-19.

Apesar de Nishikori ter escapado de um 15-40 logo em seu primeiro game de serviço, o japonês rapidamente abriu vantagem no placar. Ele foi o primeiro a conseguir uma quebra, para liderar o set inicial por 3/1, e depois 4/2. Djokovic devolveu a quebra no oitavo game e buscou o empate, mas não conseguiria mais pressionar o serviço do adversário até o fim do set. No tiebreak, Nishikori cuidou bem do saque, sem perder pontos, e bastou vencer apenas um ponto no serviço de Djokovic para ganhar a parcial. O sérvio fez 12 a 11 em winners, mas cometeu 20 erros contra 15.

Sérvio retomou o domínio a partir da segunda parcial
Djokovic começou o segundo set com uma quebra acima logo cedo. Na sequência, salvou cinco break-points e fez 3/1 no placar. Dois games mais tarde, teve o serviço novamente ameaçado, mas reverteu um 15-40. Aos poucos, o sérvio já começava a pressionar mais o japonês com suas devoluções e Nishikori vinha encarando games muito longos no saque. O japonês conseguiu manter o serviço para diminuir a diferença para 4/3, mas voltaria a ter o serviço quebrado pouco depois. Na parcial, Djokovic fez 12 a 8 em winners e cometeu 13 erros contra 15 do japonês.

O placar do terceiro set foi o mesmo da parcial anterior e os roteiros foram muito parecidos. Djokovic continuava a exercer constante pressão contra o saque de Nishikori, até conseguir uma quebra no terceiro break-point e abrir 4/1 no placar. O japonês até conseguiria devolver a quebra no sétimo game, após duas duplas faltas de Djokovic, e reduzir o placar, mas sequer teve a chance de buscar o empate, já que voltaria a ter o serviço quebrado logo depois. A parcial teve 11 winners para cada lado, com 11 erros não-forçados do sérvio contra 16 do rival.

O quarto set foi o melhor apresentado por Djokovic na partida deste sábado. Ele já teve uma chance de quebra logo no game de abertura, mas Nishikori conseguiu escapar. Mas quando o placar marcava 2/2, voltou a pressionar o saque do japonês, que logo se viu em 0-40. O ex-número 4 d ranking até escapou das duas primeiras oportunidades de quebra, mas não evitou a terceira. Dois games mais tarde, foi quebrado novamente depois de um erro com o backhand. Sacando para o jogo, Djokovic escapou de dois break-points antes de consolidar a vitória.

Comentários