Notícias | Dia a dia
Campeã paralímpica fica mais perto do Golden Slam
03/09/2021 às 18h17

Diede De Groot, holandesa de 24 anos, conquistou os principais torneios da temporada

Foto: Ando/Llamera/ITF

Tóquio (Japão) - A excelente temporada da holandesa Diede De Groot no tênis em cadeira de rodas ganhou mais um ótimo capítulo nesta sexta-feira. Atual campeã do Australian Open, de Roland Garros e de Wimbledon, a jogadora de 24 anos conquistou também a medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e agora só precisa vencer também o US Open na semana que vem para conquistar o Golden Slam, inédito em sua modalidade. De Groot venceu a final paralímpica em Tóquio, superando a japonesa Yui Kamiji por 6/3 e 7/6 (7-1).

"Acho que joguei bem na maior parte da partida, mas também houve alguns momentos em que fui um pouco menos agressiva", disse De Groot após a partida. "Vamos apenas dizer que havia muita pressão sobre mim esta semana inteira, mas acho que consegui administrar isso, pensando em uma partida de cada vez, tentando controlar minhas emoções e ser forte. Estou muito orgulhosa de mim mesma".

Medalhista de prata em Tóquio, a anfitriã Kamiji conquistou sua segunda medalha paralímpica. A canhota de 27 anos foi bronze nos Jogos do Rio de Janeiro em 2016. "É uma pena que eu não tenha vencido, porque eu realmente queria mostrar a medalha de ouro para as pessoas que torceram por mim. Durante o jogo, fui capaz de usar as coisas que havia feito nos treinos, mas não foi o suficiente para vencê-la".

Britânica fica com a medalha de bronze

A britânica Jordanne Whiley conquistou a medalha de bronze depois de vencer a holandesa Aniek Van Koot por 6/4, 6/7 (7-9) e 6/4. A jogadora de 29 anos se torna a primeira mulher britânica a ganhar uma medalha paralímpica em simples. Whiley voltou ao esporte após o nascimento de seu filho Jackson e disputou sua última Paralimpíada antes de encerrar a carreria profissional.

"Disse a mim mesma no final: Eu consegui! Não é o ouro, mas para mim parece ouro porque nunca havia conquistado isso antes. Com tudo o que aconteceu nos últimos dois anos, tive um bebê, voltei a jogar, tive dificuldade para recuperar a forma física, estou muito orgulhosa de mim mesma. Honestamente, isso é o mais feliz que já estive na minha vida".

Franceses conquistam o ouro nas duplas
A medalha de ouro nas duplas ficou para os franceses Stephane Houdet e Nicolas Peifer. Eles venceram a final contra os britânicos Gordon Reid e Alfie Hewett. Já a medalha de bronze ficou com os holandeses Maikel Scheffers e Tom Egberink, que venceram os japoneses Shingo Kunieda e Takashi Sanada por 6/3 e 6/2.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva