Notícias | Dia a dia | US Open
Pliskova salva match-point e avança com 24 aces
03/09/2021 às 00h59

O saque de Karolina Pliskova foi fundamental para que ela saísse de várias situações de risco

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - No jogo que encerrou a programação desta quinta-feira no Arthur Ashe Stadium, a número 4 do mundo Karolina Pliskova foi levada ao limite pela norte-americana Amanda Anisimova, jovem de 21 anos e 75ª colocada. Jogando com torcida contra e diante de uma adversária muito corajosa, a tcheca precisou salvar um match-point e contou com seu ótimo saque para disparar 24 aces na vitória por 7/5, 6/7 (5-7) e 7/6 (9-7) em 2h21 de partida.

Pliskova manteve a escrita de nunca ter perdido para Anisimova no circuito, tendo vencido todos os quatro duelos entre elas. A tcheca agora enfrenta a australiana Ajla Tomljanovic, 46ª do ranking, que derrotou a tcheca Petra Martic, 32ª colocada, por 7/6 (8-6) e 6/4. O histórico novamente é favorável, 5 a 1 para a ex-líder do ranking mundial.

A partida entre Pliskova e Anisimova teve duas jogadoras agressivas e apostando na potência dos golpes do fundo de quadra. Elas fizeram uma disputa de games rápidos e pontos definidos em poucas trocas de bola. Reconhecida como uma das melhores sacadoras do circuito, Pliskova escapou de várias situações de risco com seus aces. Anisimova fez mais winners, 37 a 22, mas também fez mais erros, 44 contra 39 da tcheca.

Anisimova chegou a ter quebra acima no primeiro set, quando vencia por 4/3, mas Pliskova venceu quatro dos últimos cinco games da parcial. Já o segundo set não teve quebras ou mesmo break-point e teve oscilações dos dois lados nos winners e erros. A definição ficou para o tiebreak, em que duas duplas faltas da tcheca lhe custaram a perda do set.

A parcial decisiva foi novamente sem quebras de serviço, mas Anisimova teve que escapar de três break-points, um deles com erro da tcheca, e outros dois com muita coragem. O tiebreak do terceiro set começou melhor para norte-americana, que abriu 4-1, e depois 5-2, mas Pliskova conseguiu reagir e vencer quatro pontos seguidos. A jogadora da casa salvou o primeiro match-point que enfrentou e teve sua chance de fechar a partida, mas Pliskova conseguiu escapar e venceu os últimos três pontos do jogo.

Andreescu também é exigida na segunda rodada

Outra top 10 que teve trabalho para avançar foi a canadense Bianca Andreescu, que derrotou a norte-americana Lauren Davis por duplo 6/4. A partida de 1h36 teve dez quebras de serviço, sendo seis para a canadense e quatro para a norte-americana. Davis chegou a ter quebra acima nos dois sets, 4/3 no primeiro e 3/2 no segundo, mas Andreescu reagiu. A canadense terminou a partida com 19 winners e 23 erros.

Campeã em 2019 e número 7 do mundo, Andreescu mantém a escrita de nunca ter perdido uma partida no US Open. Ela venceu o torneio logo em sua primeira participação, mas não atuou na edição passada. A canadense tem a missão de defender 2 mil pontos no ranking e já manteve 130 por chegar à terceira rodada. Sua próxima rival é a belga Greet Minnen, que venceu a russa Liudmila Samsonova por duplo 6/4.

Comentários