Notícias | Dia a dia | US Open
Crises podem ajudar Djokovic agora, avalia Henman
28/08/2021 às 15h13

Nova York (EUA) - O destempero que levou à desclassificação do US Open no ano passado e as cenas de fúria que protagonizou semanas atrás em Tóquio podem agora ajudar Novak Djokovic na missão de conquistar o tetracampeonato em Flushing Meadows e ao mesmo tempo fechar o Grand Slam. A avaliação é do experiente Tim Henman.

"Acho que essas crises podem agora ter seu lado positivo", afirmou o britânico. "Ele tirou esse peso de dentro de si e poderá ficar ainda mais focado no objetivo. Eu sinto que as estrelas estão se alinhando a seu favor e acho muito difícil alguém conseguir ganhar três sets dele numa mesma partida".

Questionado sobre o interminável debate sobre quem é o melhor tenista da história, Henman afirma que hoje todos os números favorecem Djokovic. "Se ele ainda por cima atingir o 21º, ficando à frente de Roger (Federer) e Rafa (Nadal), e ainda por cima fechando o Grand Slam, isso o elevará a um outro patamar e será certamente o maior da história".

O analista britânico, no entanto, observou que Federer ainda será o mais popular tenista já visto. "Se você falar em impacto para o tênis e em popularidade, não há disputa. Roger é o mais venerado que já apareceu no nosso esporte".

Comentários