Notícias | Dia a dia
'Djokovic precisava de descanso', avalia Becker
29/08/2021 às 09h08

Nova York (EUA) - A intensa programação que cumpriu desde o final da temporada de saibro até os Jogos de Tóquio exigiu que Novak Djokovic alterasse sua preparação para o US Open como forma de se recuperar mentalmente. Essa é a opinião do ex-número 1 Boris Becker, hoje comentarista da Eurosport e antigo treinador do próprio sérvio.

"Não foi a preparação ideal, ele sempre joga um torneio antes do US Open, mas este foi um ano diferente", argumenta Becker sobre a pausa que Djokovic deu depois das Olimpíadas. "Veja que ele ganhou Roland Garros tendo jogado um torneio na semana anterior, algo também inédito para ele. E depois venceu Wimbledon sem jogar simples antes na grama. Ele precisava de um descanso".

Becker diz que a exaustão de Djokovic ficou patente nas rodadas finais de Tóquio. "Era visível que ele esteve numa batalha emocional durante os Jogos. Jogou muito bem em certos momentos, mas estava perto do limite mental e, quando perdeu para (Alexander) Zverev, quebrou de vez".

Por isso, o alemão acha injustas as críticas que o sérvio recebeu por abandonar a disputa da medalha de bronze nas duplas mistas, ao lado de Nina Stojanovic. "Ele nunca deixaria seu país na mão, mas não tinha mais condições emocionais e físicas de seguir jogando. Claro que vieram críticas, mas esse é o outro lado de ser famoso. Acho que ele é criticado muito mais do que qualquer outro tenista, é um preço que tem pago há muito tempo".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG