Notícias | Dia a dia | US Open
Barty e Pliskova do mesmo lado, Osaka tem chave dura
26/08/2021 às 14h03

Osaka está no mesmo quadrante de Halep, Kerber, Gauff e Svitolina

Foto: USTA

Nova York (EUA) - Protagonistas da última final de Wimbledon, a número 1 do mundo Ashleigh Barty e a quarta colocada Karolina Pliskova estão no mesmo lado da chave do US Open, que começa na próxima segunda-feira. Já a japonesa Naomi Osaka, que venceu duas das últimas três edições, em 2018 e 2020, tem caminho complicado.

Barty estreia contra a russa Vera Zvonareva, ex-número 2 do mundo e finalista em Nova York ainda na temporada de 2010. Se vencer a estreia contra a experiente jogadora de 36 anos, a australiana certamente enfrentará uma jovem rival, vinda do jogo entre a francesa Clara Burel e a dinamarquesa Clara Tauson. A cabeça de chave mais próxima é a russa Veronika Kudermetova.

Caso a australiana alcance as oitavas, pode enfrentar nomes como Karolina Muchova, Jennifer Brady ou Su-Wei Hsieh. O quadrante ainda tem a polonesa Iga Swiatek, cabeça 6, que estreia contra uma rival vinda do quali e pode enfrentar a estoniana Anett Kontaveit na terceira fase e nomes como a campeã olímpica Belinda Bencic ou Jessica Pegula nas oitavas.

+ Chave feminina do US Open definida: veja como ficou
+ Final em 2017, Stephens e Keys duelam na estreia

Já Karolina Pliskova, que ainda luta pelo primeiro Grand Slam, estreia contra a norte-americana Catherine McNally. E depois pode enfrentar a cazaque Zarina Diyas ou a norte-americana Amanda Anisimova. A cabeça de chave mais próxima é a croata Petra Martic, enquanto Anastasia Pavlyuchenkova pode pintar nas oitavas. A canadense Bianca Andreescu, campeã em 2019, estreia contra a suíça Viktorija Golubic e tem em seu setor da chave nomes como Jelena Ostapenko, Maria Sakkari, Petra Kvitova.

Osaka no quadrante de Halep, Kerber, Gauff e Svitolina
A ex-número 1 e atual terceira colocada Naomi Osaka estreia contra a tcheca Marie Bouzkova. Se vencer, pode enfrentar a norte-americana Alycia Parks ou uma rival vinda do quali. Na terceira fase, há chance de enfrentar a cazaque Yulia Putintseva ou a estoniana Kaia Kanepi.

Já para as oitavas há chance de encontro com nomes como Angelique Kerber, Coco Gauff, Madison Keys ou Sloane Stephens. Protagonistas da final de 2017, Stephens e Keys vão se enfrentar logo na primeira fase. E a vencedora pode enfrentar Gauff na rodada seguinte. O quadrante ainda tem Elina Svitolina, que pode cruzar o caminho de Daria Kasatkina na terceira fase e de Simona Halep nas oitavas. Halep tem estreia dura contra a italiana Camila Giorgi, campeã em Montréal.

A nova número 2 do mundo Aryna Sablenka estreia contra a sérvia Nina Stojanovic e pode encarar a semifinalista de Roland Garros, Tamara Zidansek, na segunda rodada. A bielorrussa tem como cabeça de chave mais próxima a norte-americana Danielle Collins, que enfentará a ex-top 10 Carla Suárez Navarro. Para as oitavas, a vice-líder do ranking pode cruzar o caminho de Elise Mertens ou Ons Jabeur. Já a campeã de Roland Garros, Barbora Krejcikova, é uma possível adversária das quartas, bem como as ex-líderes do ranking Garbiñe Muguruza e Victoria Azarenka.

Comentários