Notícias | Dia a dia
Kyrgios: 'Não joguei para não arriscar meu US Open'
23/08/2021 às 16h26

Winston-Salem (EUA) - Ausência de última hora no ATP 250 de Winston-Salem, deixando de encarar o britânico Andy Murray em uma partida bastante esperada, o australiano Nick Kyrgios esclareceu a situação sobre o seu joelho esquerdo, que o fez desistir de entrar em quadra, e garantiu que estará bem para a disputa do US Open.

“Com certeza vou jogar o US Open. Quando criança, você sempre sonha em disputar os Grand Slams, então não quis arriscar minha participação por causa de um ATP 250. Quero estar nas melhores condições para jogar bem lá. Estou confiante de que posso me sair bem lá em Nova York, só preciso de mais tempo”, disse o australiano.

“Há algumas semanas estou sentindo algo no joelho esquerdo e jogar hoje só teria piorado as coisas”, observou Kyrgios, que lamentou não ter podido duelar com Murray. “Sei que as pessoas estavam ansiosas para ver este jogo e que muitos dos ingressos foram vendidos em meu nome e no nome de Andy, mas no final, tenho que ouvir meu corpo”, afirmou o atual 85 do mundo.

Kyrgios elogiou as instalações do torneio e reforçou a frustração em não ter condições ideais para encarar Murray. “Ele é um amigo meu e seria espetacular enfrentá-lo, mas tenho que olhar para o meu corpo e lembrar que tenho um Grand Slam na próxima semana. Vou agora fazer um trabalho de reabilitação para estar pronto”, comentou o australiano.

“Durante a pandemia decidi não jogar tênis e querendo me adaptar às quadras do US Open, resolvi fazer essa turnê e meu joelho está sofrendo. Treinei semana passada sem muitos problemas, mas no que é um jogo, sem conseguir controlar todas as condições e contra um adversário como o Andy, preferi não jogar e arriscar o US Open ou ter que desistir na próxima rodada”, acrescentou.

Confiante de que possa jogar bem em Nova York, o australiano está muito entusiasmado com a volta do público. “A questão da bolha e das restrições tem sido um tanto complicada, mas não é algo de que possamos reclamar, já que pelo menos pudemos jogar. Só espero que com as vacinas possamos nos sentir mais livres. Ter público nas arquibancadas é ótimo para o nosso esporte”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG