Notícias | Dia a dia
Rublev comemora boa semana, mas lamenta a final
23/08/2021 às 14h47

Cincinnati (EUA) - O russo Andrey Rublev deixou o Masters 1000 de Cincinnati com sensações contraditórias, de um lado a frustração por perder a final para o alemão Alexander Zverev em apenas 59 minutos, mas do outro a confiança de quem conquistou grandes vitórias e voltou a disputar uma decisão em um evento deste porte.

“Só posso ser grato pela ótima semana que tive em Cincinnati, onde disputei minha segunda final de Masters 1000. Estou muito feliz pela campanha, mas a decisão não foi como eu gostaria, mas isso é esporte. Só um pode sair como campeão e Sascha foi incrível e mereceu a vitória”, afirmou o russo, que foi superado com placar final 6/2 e 6/3.

Rublev garantiu que a batalha com o compatriota Dannil Medvedev na semi, vencida de virada, não interferiu no duelo com Zverev. “Estava me sentindo muito bem e a chave esteve nos começos dos sets. Não é fácil sair atrás, especialmente contra um jogador como Sascha, que está sacando muito bem ultimamente. Uma vez à frente no placar, ele se sente mais liberado e com muita vantagem. Se eu tivesse mantido meus primeiros games de saque talvez o jogo fosse diferente”, analisou.

Superado pelo rival alemão pela quinta vez em cinco jogos, Rublev acredita que ao conseguir sua primeira vitória diante de Zverev, terá mais confiança para buscar outras mais. “São jogos muito difíceis e preciso vencê-lo pelo menos uma vez para poder reverter essa situação”, disse o russo.

“Também são duelos em que parece que Zverev foi muito superior por causa do placar final, mas não foram bem assim. Nós nos conhecemos muito bem porque já jogamos muitas vezes no juvenil e treinamos juntos constantemente. São partidas nas quais aspecto mental é muito importante e você precisa estar sempre focado se quiser lutar pela vitória”, complementou Zverev.

O russo garante que chegará a Nova York muito motivado depois de uma medalha de ouro em Tóquio (duplas mistas) e desta final em Cincinnati. “Precisava novamente de coisas como esta, pois vinha duvidando de mim mesmo desde a derrota na primeira rodada de Roland Garros. Venci jogadores como Monfils e Medvedev, minha confiança voltou e agora é tentar me preparar da melhor maneira possível para o US Open e ver o que acontece”, afirmou.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva