Notícias | Dia a dia
Stefani fica com o vice após grande atuação de Zhang
21/08/2021 às 23h40

Stefani e Dabrowski disputaram três finais seguidas nas últimas semanas

Foto: Arquivo

Cincinnati (EUA) - A série de três finais consecutivas nos torneios preparatórios para o US Open terminou com o segundo vice-campeonato de Luísa Stefani e sua parceira Gabriela Dabrowski. Vindas de um título em Montréal e um vice em San Jose, a brasileira e a canadense perderam a final do WTA 1000 de Cincinnati para a australiana Samantha Stosur e a chinesa Shuai Zhang por 7/5 e 6/3 em noite de grande atuação da chinesa.

Paulista de 24 anos, Luísa Stefani segue com três títulos na elite do circuito. Os dois primeiros troféus foram em WTA 250 ao lado da norte-americana Hayley Carter, em Tashkent (2019) e Lexington (2020), além da recente conquista com Dabrowski.

A final deste sábado foi a 11ª de sua carreira profissional e a sexta na temporada. Além das três seguidas com a canadense, ela foi vice no WTA 1000 de Miami e nos WTA 500 de Abu Dhabi e Adelaide com Carter só em 2021. Ela também fez história para o tênis brasileiro com a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em parceria com Laura Pigossi.

Stefani terá o melhor ranking da carreira
Apesar do vice-campeonato, Stefani terá o melhor ranking da carreira. Ela havia iniciado a semana no 19º lugar, que já era seu recorde pessoal. Os 585 pontos da final, para uma tenista que tem 215 a descartar, fazem com que a brasileira supere essa marca e assuma a 17ª posição. No início do ano, ela era a 33ª do ranking.

Já Dabrowski, de 29 anos e número 13 do ranking, tem dez títulos na carreira e o três WTA 1000. A canadense também havia sido campeã de Doha em 2018 (com Jelena Ostapenko) e de Miami em 2017 com Yifan Xu. A melhor marca de sua carreira foi o sétimo lugar.

Algozes já venceram o Australian Open em 2019

Algozes de Stefani e Dabrowski na decisão, Samantha Stosur e Shuai Zhang foram campeãs do Australian Open em 2019, mas não jogavam juntas desde fevereiro em Melbourne. Veterana de 37 anos, Samantha Stosur já foi número 1 de duplas em 2006 e campeã do US Open em simples em 2011. Ela tem disputado poucos eventos ultimamente por conta das restrições da pandemia no território australiano e também porque ela se tornou mãe no ano passado. Este foi seu primeiro título desde o nascimento da filha, Genevieve, em junho do ano passado. Ela tem agora 27 títulos de duplas no circuito.

Já Shuai Zhang está com 32 anos e ocupa o top 50 tanto em simples quanto em duplas. Ela conquistou seu oitavo título de duplas na carreira.

Chinesa foi decisiva na partida
O início de partida foi o melhor possível para Stefani e sua parceira. Elas quebraram o saque da Stosur logo de cara, e na sequência a brasileira confirmou o serviço, salvando um break-point com ace para abrirem 2/0 no placar. Mas as adversárias reagiram rápido e venceram três games seguidos. Destaque para as devoluções agressivas de Zhang, tanto nas paralelas quanto nas cruzadas.

Perdendo por 3/2, Stefani precisou escapar de três chances de quebra no game seguinte para manter o equilíbrio. A brasileira chegou a ter um bom game de saque para empatar o jogo por 5/5, mas depois Dabrowski teve o serviço quebrado com duas duplas faltas no último game da parcial.

O segundo set começou com uma troca de quebras, sobre os serviços de Stefani e Stosur. E novamente Zhang era determinante na partida, já que a australiana não repetia o bom desempenho junto à rede que havia tido em momentos decisivos do set inicial. Elas conseguiram uma nova quebra e abriram 5/2. Stefani e Dabrowski salvaram um match-point no saque, mas não evitaram a derrota no game seguinte, quando Stosur sacou muito bem para fechar o jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva