Notícias | Dia a dia
Barty arrasa Azarenka para chegar às quartas
19/08/2021 às 17h22

Barty não teve o serviço quebrado na rápida partida desta quinta-feira

Foto: Western & Southern Open

Cincinnati (EUA) - Depois de enfrentar uma estreia bastante complicada no WTA 1000 de Cincinnati, a número 1 do mundo Ashleigh Barty subiu o nível nesta quinta-feira e conseguiu uma vitória bastante expressiva para garantir vaga nas quartas de final do torneio. Em apenas 1h11 de partida, a australiana superou a bielorrussa Victoria Azarenka por 6/0 e 6/2.

Barty fez 6 aces na partida e liderou a estatística de winners por 25 a 7, além de terminar a partida com 22 erros não-forçados, dois a mais que a rival. A australiana não teve seu serviço quebrado, apesar de ter enfrentado três break-points e conseguiu cinco quebras contra Azarenka. Além disso, ela chegou a liderar o placar por 6/0 e 4/0, antes que Azarenka vencesse seu primeiro game.

"Acho que às vezes um placar no tênis pode enganar. Mesmo que tenha sido uma vitória bastante convincente, na maior parte da partida, cada games teve pontos cruciais. Eu senti que consegui ganhar muitos desses grandes pontos hoje", avaliou a número 1 do mundo.

"Como eu disse, abrir vantagem cedo nesses jogos foi muito útil. Seja 40-0 ou um 0-30 no saque de Vika, eu era capaz de colocá-la continuamente sob pressão e ganhar os primeiros pontos nos games. Acho que consegui controlar muito melhor a bola hoje, consegui usar meu slice de maneira eficaz e acertar meu forehand muito melhor hoje. No geral, foi uma partida bastante sólida", acrescenta a jogadora de 25 anos.

A adversária de Barty na quartas de final sairá do confronto entre a espanhola Garbiñe Muguruza, número 9 do mundo, e a tcheca Barbora Krejcikova, décima colocada e atual campeã de Roland Garros. A australiana venceu o único duelo anterior contra Krejcikova e lidera o histórico de partidas contra Muguruza por 3 a 1.

Resultado afeta o ranking da atual campeã Azarenka
Esta foi a terceira vitória de Barty em quatro jogos contra Azarenka no circuito. O resultado terá impacto direto no ranking da bielorrussa, ex-número 1 do mundo e atual 13ª colocada. Azarenka foi campeã do torneio no ano passado, quando o evento foi transferido para Nova York, em função da pandemia. Por isso, precisava defender 900 pontos. Ela fez apenas 105 e vai perder posições, mas ainda deve se manter entre as 20 até a disputa do US Open. A jogadora de 32 anos é também atual vice-campeã do Grand Slam norte-americano.

Kerber vence de virada e também avança
Quem também garantiu vaga nas quartas foi a experiente alemã Angelique Kerber, ex-número 1 do mundo e atual 22ª do ranking aos 33 anos. Kerber venceu um duelo de 1h59 contra a letã Jelena Ostapenko, 30ª colocada, por 4/6, 6/2 e 7/5.

Como era esperado na partida, Ostapenko fez muito mais winners, 49 a 22, mas também cometeu muito mais erros, 45 contra 12 de Kerber. Ao todo, foram dez quebras de serviço, sendo seis a favor da alemã. Sua próxima adversária virá do confronto entre a tcheca Petra Kvitova e a tunisiana Ons Jabeur.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva