Notícias | Dia a dia
Tsitsipas diz que só vai se vacinar se for obrigatório
16/08/2021 às 19h10

Cincinnati (EUA) - No momento em que se discute a obrigatoriedade ou não da vacinação contra a Covid-19 para a sequência das competições, Stefanos Tsitsipas afirma que ainda não buscou sua imunização. O grego diz ainda que só irá tomar sua dose se isso for tornado regra para a participação nos torneios.

"Eu ainda não tomei. Ninguém me disse nada. Ninguém tornou obrigatória a vacinação. Em algum momento terei que fazer isso, tenho certeza disso, mas até agora não tem sido obrigatório competir, então ainda não tomei", disse Tsitsipas durante a entrevista coletiva desta segunda-feira em Cincinnati. O grego foi novamente perguntado sobre o assunto e esclareceu que receberia a vacina se fosse pré-requisito para continuar jogando.

Em seu melhor momento na carreira, aos 23 anos, Tsitsipas aparece atualmente na terceira posição do ranking mundial. E a partir de agora, ele sabe que precisa de campanhas praticamente perfeitas para tentar lutar pelas duas primeiras posições. Sua estreia em Cincinnati será contra o vencedor da partida entre o norte-americano Sebastian Korda e o sérvio Laslo Djere.

"Como eu disse, estou visando os grandes pontos. Sei que a maioria dos grandes pontos são das semifinais em diante. É aí que você consegue a maior quantidade de pontos e quero buscar isso. Claro, se eu atingir o primeiro objetivo, não vou parar por aí. Quero dar um ritmo extra e continuar jogando bem. Mas o primeiro passo é chegar lá".

"Existem atitudes diferentes agora do que antes. Lembro-me de quando cheguei pela primeira vez ao top 5. Acho que em termos de confiança, me beneficiei muito mais agora do que antes. Ser o número 3 é muito significativo. Essa era a minha meta desde o início do ano. Agora, o segundo passo é permanecer lá e consistentemente somar pontos semana após semana e fechar assim no final do ano", explica o finalista de Roland Garros e dono de sete títulos no circuito.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva