Notícias | Dia a dia
Stefani derruba número 1 de duplas e faz nova semi
13/08/2021 às 17h20

Stefani e Dabrowski chegaram pelo menos à semifinal em todos os torneios que disputaram juntas

Foto: Getty Images

Montréal (Canadá) - Pela terceira semana consecutiva, Luísa Stefani disputará uma semifinal no circuito de duplas. Depois de conquistar uma medalha de bronze ao lado de Laura Pigossi nos Jogos Olímpicos de Tóquio e de ser vice-campeã em San Jose com a canadense Gabriela Dabrowski, a brasileira disputará também a semi do WTA 1000 de Montréal. Novamente ao lado de Dabrowski, Stefani comemorou uma expressiva vitória sobre a belga Elise Mertens e a bielorussa Aryna Sabalenka, principais cabeças de chave do torneio, por duplo 6/2 em apenas 57 minutos de partida.

O resultado serviu como uma revanche para Stefani e Dabrowski, que haviam perdido para Mertens e Sabalenka na final do WTA 500 de Ostrava, disputado no fim do ano passado, em quadras duras e cobertas. A belga e a bielorussa são as atuais campeãs do Australian Open e também venceram o US Open de 2019. Além disso, Mertens é a hoje a número 1 de duplas, depois de também ter sido campeã de Wimbledon, junto da taiwanesa Su-Wei Hsieh.

+ Stefani quer incentivar meninas e evoluir em simples
+ Stefani e Dabrowski confirmam vaga nas quartas
+ Stefani comemora aniversário com melhor ranking

Aos 24 anos, Luísa Stefani está com o melhor ranking da carreira, ocupando atualmente o 22º lugar. A campanha até a semifinal rende 350 pontos na WTA. A paulistana que treina nos Estados Unidos tem 280 pontos a defender nesta semana, referentes ao título do WTA de Lexington do ano passado, quando atuava ao lado da norte-americana Hayley Carter. A final vale 585 pontos e as campeãs ganham 900 no total.

Stefani e Dabrowski disputam apenas o terceiro torneio juntas e chegaram pelo menos à semifinal em todos eles. A brasileira tenta alcançar sua décima final de WTA na carreira e a quinta na temporada. Ela possui dois títulos na elite do circuito. As adversárias na semifinal serão a russa Veronika Kudermetova e a cazaque Elena Rybakina.

Desde os primeiros games, a principal estratégia foi forçar as devoluções contra o saque de Elise Mertens, colocando a belga sob constante pressão. Dabrowski foi muito firme do fundo de quadra e Stefani foi muito eficiente nas ações junto à rede. Em ambas as parciais, a brasileira e a canadense conseguiram duas quebras contra o serviço de Mertens e caminharam para uma vitória bastante tranquila sobre as principais favoritas.

Em nenhum momento, Stefani e Dabrowski tiveram o saque quebrado. Elas sequer enfrentaram break-points durante o primeiro set, em que cederam apenas quatro pontos nos games de serviço. Já na parcial seguinte, a canadense até precisou escapar de duas chances de quebra ainda no início, mas depois a dupla não foi mais ameaçada. Na última quebra da partida, Mertens cometeu duas duplas faltas seguidas, permitindo a Stefani confirmar o serviço de zero pare fechar o jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva