Notícias | Dia a dia
Sabalenka e Azarenka farão grande duelo nas quartas
12/08/2021 às 18h12

Azarenka venceu uma batalha contra Sakkari nas oitavas para garantir o duelo com Sabalenka

Foto: Omnium Banque Nationale
Mário Sérgio Cruz

Montréal (Canadá) - As bielorrussas Aryna Sabalenka e Victoria Azarenka terão um novo duelo, valendo vaga na semifinal do WTA 1000 de Montréal. Ambas venceram seus jogos na rodada desta quinta-feira e garantiram vagas nas quartas. Este será o quarto confronto entre elas, e Sabalenka lidera por 2 a 1. Os dois primeiro encontros aconteceram em edições do US Open, em 2019 e 2020, com uma vitória para cada lado. Já o duelo mais recente decidiu o título do WTA 500 de Ostrava, no fim do ano passado, com vitória de Sabalenka em sets diretos.

Principal cabeça de chave em Montréal e número 3 do mundo, Sabalenka encerrou a ótima semana da convidada Rebecca Marino e marcou as parciais de 6/1 e 6/3 contra a experiente jogadora de 30 anos, e que havia eliminado Madison Keys e Paula Badosa nas primeiras fases. Azarenka teve que lutar ainda mais e ficou em quadra por 2h36 para superar a grega Maria Sakkari por 6/4, 3/6 e 7/6 (7-2). A ex-número 1 do mundo e atual 15ª colocada até fez menos winners, 17 contra 35 de Sakkari, mas a grega cometeu 44 erros contra 27 da bielorrussa.

"Sempre me sinto muito feliz quando ela está bem, porque ela é do mesmo país que eu. Eu a vi crescendo, entrando no mundo competitivo. Por isso sempre fico muito feliz em vê-la", disse Azarenka, durante a entrevista coletiva desta quinta-feira. "Aryna é uma adversária muito difícil. Ela é outra jogadora para a qual tenho que encontrar soluções".

A experiente jogadora de 32 anos falou a TenisBrasil sobre a oportunidade de enfrentar uma jogadora que se inspirou nela, estando em situação oposta em comparação com o início de sua carreira, quando desafiava tenistas que admirava. "Acho que na minha geração não há mais muitas jogadoras no circuito. Mas ainda é bom ver as jogadoras da mesma geração indo bem. Eu realmente não penso tanto por esse lado quando jogo contra a Maria ou contra a Aryna, mas é uma oportunidade incrível ter esses desafios pela frente e tentar encontrar soluções, como fiz hoje. Estou realmente ansiosa por essas batalhas".

Sabalenka também está bastante ansiosa para o reencontro com sua compatriota. "Nós já jogamos muitas vezes, ela é uma ótima jogadora e são sempre partidas complicadas contra ela. Talvez, é claro, porque somos do mesmo país, pode haver um pouco de pressão sobre nós duas, mas não sei como ela se sente. Eu gosto de jogar contra ela. São sempre grandes batalhas. Ansiosa por este jogo".

Pliskova vence mais uma e faz quartas, Kvitova cai

A rodada desta quinta-feira também teve emoções distintas para as jogadoras tchecas. Isso porque Karolina Pliskova conseguiu avançar às quartas de final no Canadá, mas suas compatriotas Petra Kvitova e Katerina Siniakova não passaram das oitavas. Cabeça 4 do torneio e número 6 do mundo, Pliskova venceu a norte-americana Amanda Anisimova por 6/1 e 7/6 (8-6). Ela enfrenta a espanhola Sara Sorribes, que evitou o duelo tcheco, ao superar Siniakova por 6/7 (4-7), 6/0 e 6/3.

Já Kvitova, sétima cabeça de chave e número 12 do mundo, perdeu por duplo 6/4 para a italiana Camila Giorgi. Atual 71ª do ranking aos 29 anos, Giorgi enfrenta nas quartas a norte-americana Coco Gauff. A vaga de Gauff veio sem que ela precisasse entrar em quadra nesta quinta-feira. A jovem de 17 anos e 24ª colocada foi beneficiada pela desistência de Johanna Konta, por lesão no joelho esquerdo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva