Notícias | Dia a dia
Stefani faz quarta final do ano e busca terceiro WTA
08/08/2021 às 00h59

San Jose (EUA) - A medalhista de bronze Luísa Stefani mudou de parceira, mas continua eficiente no circuito regular. Em seu primeiro torneio sem a parceira Hayley Carter, que está contundida, ela se juntou à amiga canadense Gabriela Dabrowski e as duas chegaram à final do WTA 500 de San Jose, ao superar de forma emocionante a australiana Ellen Perez e a veterana Kveta Peschke, por 6/3, 4/6 e 10-8.

Esta será a nona final de Stefani em torneios de duplas de nível WTA e a quarta somente nesta temporada. A paulista ganhou dois torneios de primeira linha na carreira, em Tashkent de 2019 e em Lexington no ano passado, sempre ao lado de Hayley Carter. Também ao lado da norte-americana, chegou à decisão de Abu Dhabi, Adelaide e do 1000 de Miami em 2021, além de Estrasburgo no ano passado e Seul, em 2019. Já ao lado de Dabrowski, o vice foi em 2020 em Ostrava.

As adversárias da final de domingo serão a eslovena Andreja Klepac e a croata Darija Jurak, que venceram os dois tiebreaks disputados neste sábado contra as norte-americanas Caty McNally e Coco Vandewegue, parciais de 7/6 (7-2) e 7/6 (8-6).

Ao atingir a final, a brasileira também subirá uma posição no ranking e atingirá o 22º posto, o que será seu recorde pessoal. O eventual título não permitirá novo avanço, mas deixará Stefani cada vez mais perto do top 20. Serão somente 45 pontos para as taiwaneses Latischa Chan e Hao-Ching Chan.

Dabrowski é 14ª no momento e precisa do título para conservar a posição e não perder dois postos. Ela já foi sétima do mundo.

Jogo muito equilibrado
Na partida deste noite, a dupla de Stefani sofreu nos primeiros serviços, tendo de salvar dois break-points no terceiro game em que a brasileira não sacou tão bem. Mas logo em seguida, obtiveram quebra com erros das adversárias e aí conservaram a vantagem, apesar do susto no game final. Depois do 40-15, Dabrowski fez dupla falta e a definição foi ao ponto decisivo, que Peschke devolveu para fora.

A tcheca de 46 anos subiu muito de produção no segundo set, tanto no jogo de rede - houve várias belas trocas de voleio entre as duplistas - como nas devoluções e passadas. A canhota australiana também foi mais efetiva com o saque e com isso tiveram 4/2 e 5/3, mas nas duas vezes a dupla de Stefani reagiu. Dabrowski no entanto não sacou bem no game final, com nova dupla falta, e a decisão foi ao match-tiebreak.

E foi emocionante, com muitas viradas e lances bem disputados. Perez e Pescheke abriram 4-2, chegaram a 6-4 e depois abriram 8-5. Mas numa reação incrível, Stefani e Dabrowski ganharam os cinco pontos seguintes, com grandes jogadas junto à rede.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG