Notícias | Dia a dia
Kasatkina vence batalha e desafia Mertens na semi
07/08/2021 às 01h08

Kasatkina tenta alcançar sua quarta final na temporada

Foto: Mubadala SiliconValley Classic

San Jose (EUA) - No jogo que abriu a rodada de quartas de final do WTA 500 de San Jose, Daria Kasatkina foi bastante exigida, mas conseguiu passar pela polonesa Magda Linette e sobreviver na competição. Quarta cabeça de chave do torneio e 31ª do ranking, Kasatkina precisou lutar por 2h18 e venceu por 6/4, 3/6 e 6/4. Ex-top 10 e vencedora de quatro títulos na WTA, a russa de 24 anos busca a nona final da carreira e a quarta na temporada. Só este ano, já ganhou dois troféus.

No duelo contra Linette, Kasatkina precisou usar de suas variações táticas, especialmente os slices e drop-shots, e via a rival ser agressiva e sacar bem em momentos de pressão. A polonesa terminou a partida com oito aces, sendo três deles seguidos, no mesmo game do terceiro set. Linette fez 45 a 13 em winners, mas cometeu 43 erros contra 28 da rival. A partida teve onze quebras, sendo seis para a russa.

Depois de vencer um jogo duro nesta sexta-feira, Kasatkina terá a missão de desafiar a belga Elise Mertens, principal cabeça de chave do torneio e 17ª do ranking. O histórico de confrontos é favorável à russa, que tem duas vitórias e uma derrota contra sua próxima rival. Kasatkina também venceu o confronto mais recente, disputado no saibro e Stuttgart em 2019.

Mertens, que havia sido muito exigida na estreia contra Kristina Mladenovic na última quinta-feira, venceu com mais tranquilidade nesta sexta. A belga de 25 anos superou a cazaque Yulia Putintseva por 6/3 e 7/6 (10-8) em 1h55 de partida. Com seis títulos de WTA, ela busca a 11ª final da carreira.

Konjuh vence de virada e mantém boa fase
Quem também garantiu vaga na semifinal foi a croata Ana Konjuh, que veio do quali. Ela buscou a virada diante da chinesa Shuai Zhang e marcou as parciais de 3/6, 6/2 e 6/0. Konjuh, de 23 anos e 116ª do ranking, tenta alcançar sua segunda final no ano e a quarta na carreira. Ela já foi vice no saibro de Belgrado, e tem um título conquistado na grama de Nottingham ainda em 2015.

Ex-top 20, Konjuh sofreu com muitas lesões na carreira e já fez quatro cirurgias no cotovelo, mas está escalando o ranking durante a temporada. Em janeiro, aparecia apenas no 476º lugar, mas ela será top 100 após o torneio. Sua próxima adversária será a norte-americana Danielle Collins, que no último jogo do dia superou a cazaque Elena Rybakina, segunda cabeça de chave do torneio, com parciais de 7/6 (7-5) e 7/6 (7-4).

A rodada de quartas de final continua com participação da brasileira Luísa Stefani na chave de duplas. A medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio se junta à canadense Gabriela Dabrowski para enfrentar as jovens norte-americanas Ashlyn Krueger e Robin Montgomery.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva