Notícias | Dia a dia
Após dificuldades financeiras, Sherif faz semi histórica
06/08/2021 às 15h55

Mayar Sherif é a primeira egípcia a atingir uma semifinal de WTA e mira vaga no top 100

Foto: Winners Open

Cluj-Napoca (Romênia) - Mais uma vez, a egípcia Mayar Sherif consegue um resultado inédito para o tênis de seu país, ao garantir uma vaga na semifinal do WTA 250 de Cluj-Napoca, no saibro da Romênia. Sherif, de 25 anos e 119ª do ranking, superou nesta sexta-feira a eslovaca Kristina Kucova por 6/3 e 6/1. Em caso de mais uma vitória, ela pode ser a primeira jogadora de seu país a figurar entre as cem melhores do mundo.

Sherif foi a primeira egípcia a disputar uma chave principal de um Grand Slam, durante o torneio de Roland Garros no ano passado. O resultado também fez dela a primeira representante do país em um torneio da WTA em mais de duas décadas, já que a última havia sido Marwa Elwany em 1999. Já no início deste ano, tornou-se a primeira mulher egípcia a vencer um jogo de Slam, durante o Australian Open.

Depois de ter sido top 50 no ranking juvenil da ITF, e de atuar no circuito universitário norte-americano, Sherif encontrou dificuldades financeiras em sua transição para o tênis profissional. Um fator decisivo para que ela continuasse jogando foi receber o apoio do Fundo de Desenvolvimento, mantido pelos Grand Slam, que apoia alguns tenistas de países onde o esporte não é tão difundido.

"Tive muitas dificuldades financeiras a ponto de não conseguir pagar uma passagem de avião para viajar ou não conseguir pagar meu aluguel. Este fundo dos Grand Slam foi muito importante para mim", disse Sherif, durante a disputa de Roland Garros no ano passado. A egípcia também quer inspirar as novas gerações em seu país. "Quando alguém me diz: 'Eu quero um dia ser como você', eu respondo: 'Não, você tem que ser melhor que eu, tem que que buscar mais'".

Buzarnescu é a esperança da casa na semifinal

A adversária de Sherif na semifinal de sábado é a romena Mihaela Buzarnescu, canhota de 33 anos e 170ª do ranking. Ex-número 20 do mundo e última anfitriã restante na chave, Buzarnescu tem um título e dois vices em torneios da WTA. Ela venceu nesta sexta-feira a tcheca Kristyna Pliskova por 7/5 e 6/3. Ela jamais enfrentou a egípcia no circuito profissional.

"Sou a única jogadora romena restante no torneio. Então espero que a torcida venha me apoiar e desfrutar de todos os outros jogos. Claro que seria incrível ganhar um torneio na Romênia, e seria ainda mais especial porque é a primeira edição, mas não estou pensando no troféu agora. Ainda faltam mais duas partidas".

Krunic já está na semi e aguarda adversária
Do outro lado da chave, a sérvia Aleksandra Krunic garantiu vaga na semi depois de derrotar a eslovaca Anna Karolina Schmiedlova por 6/3 e 6/0. Krunic, de 28 anos tem um título e um vice-campeonato no circuito da WTA. Sua adversária virá da partida entre a alemã Andrea Petkovic e a australiana vinda do quali Seone Mendez, que foi suspensa por falta de luz natural quando Petkovic liderava por 6/7 (6-8), 6/4 e 5/1. A retomada da partida será às 8h (de Brasília) deste sábado, enquanto a primeira semifinal, entre Sherif e Buzarnescu, está marcada para às 9h. A segunda semifinal acontece na sequência.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG