Notícias | Dia a dia
Nadal admite dor no pé, mas espera evoluir
05/08/2021 às 08h56

Washington (EUA) - Além da atuação inesperada de Jack Sock que exigiu uma reação no terceiro set e decisão no tiebreak, o espanhol Rafael Nadal também precisou lidar com dor no pé esquerdo, justamente a contusão que o tirou de Wimbledon e dos Jogos Olímpicos.

"Talvez eu tenha descansado demais", ironizou Nadal. "E agora acho que o caso não é de descanso, mas de continuar em frente. Talvez não deva treinar tanto depois de três horas de jogo", avaliou depois da dura vitória sobre Jack Sock, por 6/2, 4/6 e 7/6 (7-1), em 3h05.

Ele volta às quadras já às 20 horas desta quinta-feira para enfrentar pela primeira vez na carreira o sul-africano Lloyd Harris, atual 50º do ranking. "Vou aquecer bem de leve", promete.

O número 3 do mundo diz que precisará de forte trabalho de recuperação, mas que isso não é um drama. "Já passei por isso inúmeras vezes na minha carreira, não é algo que me preocupe".

Sobre a maratona da quarta-feira, Nadal tirou pontos positivos. "Você precisa de jogos como este para recuperar a forma plena depois de um mês sem competir", afirmou Nadal, que na verdade está fora do circuito desde o começo de junho.

A dificuldade enfrentada serve de motivação. "Você treina e se prepara para ganhar este tipo de duelo. Isso ajuda a evoluir, principalmente na recuperação do pé. A ideia é melhorar passo a passo".

O espanhol também se disse feliz por ver Sock voltar a jogar num nível mais alto. "Ele certamente jogou melhor hoje do que o vi nos últimos anos. Fico contente por ele", Sock chegou a figurar no top 10 em 2017, quando ganhou dois torneios, entre eles o Masters de Paris.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva