Notícias | Dia a dia
Kyrgios: 'A cada torneio penso que pode ser o último'
03/08/2021 às 08h32

Washington (EUA) - O australiano Nick Kyrgios não falou apenas sobre a questão da pressão em sua entrevista coletiva antes de iniciar a participação no ATP 500 de Washington. Ele também abordou o retorno de público aos torneios, comemorou a lotação máxima na capital norte-americana. O atual 77 do mundo também comentou sobre a conturbada relação com o tênis e o circuito

“Honestamente, eu não senti tanto a falta do circuito. Claro que é bom estar de volta, especialmente nesses torneios onde estou tão confortável e que têm muita gente. Espero que tudo corra bem, mas o momento ainda é meio louco e cada vez que jogo um torneio sinto aquelas vibrações que me dizem que esta pode ser a última vez que estou aqui”, falou o australiano.

“Em Atlanta, senti o mesmo. É como se eu não soubesse onde estou, me sinto estranho com a minha carreira agora, mas ver os fãs de novo é a melhor parte de estar de volta. Ver todo o apoio deles”, acrescentou Kyrgios, que abre campanha em Washington nesta terça-feira por volta das 20h (de Brasília) contra o local Mackenzie McDonald.

Apesar de ter sensações misturadas sobre o circuito, o australiano acredita que sua presença chama a atenção para o tênis. “Joguei apenas cinco torneios em dois anos, mas se você olhar nas redes sociais, há contas que postam sobre mim a cada duas semanas. Se sou tão ruim no esporte, por que estou sendo tão promovido? No fundo sei que sou ótimo nos esportes”, afirmou.

“Personalidades como essa são necessárias, embora no início da minha carreira eu recebesse muito ódio, racismo e outras bobagens de alguns fãs. Mas isso me fortaleceu mentalmente”, complementou o tenista de 26 anos, que mal consegue esperar por jogar novamente em um estádio lotado para sentir a energia dos fãs.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG