Notícias | Dia a dia
Após 4 cirurgias, Konjuh fica mais perto do top 100
02/08/2021 às 22h04

Konjuh pode retornar ao top 100 com um bom resultado em San Jose

Foto: Mubadala SiliconValley Classic

San Jose (EUA) - Em franca recuperação no circuito profissional, a croata Ana Konjuh está cada vez mais perto de retornar ao grupo das cem melhores do mundo, e pode fazer isso nesta semana durante o WTA 500 de San Jose. Vinda do qualificatório no torneio disputado em quadras duras na Califórnia, Konjuh estreou na chave principal vencendo a tcheca Marie Bouzkova por 7/5, 3/6 e 7/5 nesta segunda-feira.

Konjuh foi uma juvenil de destaque e rapidamente ganhou espaço no circuito profissional, chegando ao top 20 da WTA com apenas 19 anos em 2017, mas a jogadora de 23 anos conviveu com muitas lesões em sua curta carreira e passou por quatro cirurgias no cotovelo e até de zerar no ranking. Ela iniciou a temporada no 476º lugar do ranking e já está na 116ª posição. E com 80 pontos já garantidos em San Jose (25 do quali e 55 da chave principal) pode retornar ao top 100 com mais uma vitória.

"Meu cotovelo nunca vai ser normal. Tive que enfrentar minha nova realidade", disse Konjuh, em entrevista ao site da WTA no início da temporada. Ela comentou na época sobre o procedimento mais recente, uma reconstrução do ligamento colateral ulnar (UCL), que apenas 80% dos atletas conseguem voltar a jogar depois do procedimento.

"É uma grande cirurgia para uma jogadora de tênis, é feita com mais frequência em jogadores de beisebol. O médico disse que seria minha última opção. Decidi em cinco minutos. Ele tinha um horário para a cirurgia no dia seguinte, e durou duas horas e meia", explica a croata, tem 32 vitórias na temporada, furando os qualis de Roland Garros e Wimbledon e chegando à final em Belgrado.

"Eu joguei por quatro anos com dor porque ninguém realmente me disse havia uma razão, para a cirurgia", complementou a jovem jogadora, que completa 24 anos em dezembro. "Eu poderia lidar com a dor e jogar com ela. Provavelmente teria operado mais cedo se soubesse o que estava errado no momento".

Konjuh enfrenta nas oitavas a norte-americana Alison Riske, cabeça 9 do torneio e 37ª do ranking, que derrotou a compatriota Coco Vandeweghe por 6/3 e 6/4. A vaga nas quartas rende 100 pontos na WTA. Outra croata a vencer nesta segunda-feira foi Petra Martic, cabeça 6, que venceu a letã Anastasija Sevastova por duplo 6/3. Martic, 33ª do ranking, encara a polonesa Magda Linette, que fez um duplo 6/3 contra a holandesa Lesley Kerkhove.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio