Notícias | Dia a dia
Carreño vence batalha com Djokovic e leva o bronze
31/07/2021 às 06h30
Felipe Priante
De Tóquio, especial para TenisBrasil

Tóquio (Japão) - Maior favorito ao ouro nos Jogos Olímpicos, o sérvio Novak Djokovic vai deixar Tóquio mais uma vez sem medalha. Assim como aconteceu em Londres 2012, ele foi derrotado na disputa do bronze, desta vez caindo diante do espanhol Pablo Carreño, que lutou por 2h49 para vencer o número 1 do mundo em três sets, com placar final de 6/4, 6/7 (6-8) e 6/3.

Esta foi a 13ª medalha da história do tênis espanhol, que agora tem 2 ouros, 7 pratas e 4 bronzes. O país só não tem mais medalhas do que os Estados Unidos (24). Desde o retorno do tênis para os Jogos Olímpicos, a nação venceu medalhas em todas as edições, exceto em Londres 2012.

Para conquistar sua medalha, Carreño teve um árduo caminho e precisou bater os dois primeiros do ranking em Tóquio, superando o número 2 do mundo Daniil Medvedev nas quartas e agora o número 1 do mundo Novak Djokovic na disputa pelo terceiro lugar. Esta foi sua segunda vitória em seis duelos com o sérvio.

O jogo foi bastante disputado, com Djokovic apresentando um bom nível e dando trabalho para Carreño, que aguentou bem as trocas de bola de fundo e se manteve firme do começo ao fim. Uma quebra no quinto game foi suficiente para fazer o espanhol vencer o primeiro set, no qual ele salvou dois break-points no segundo, mais um no quarto e outros dois no décimo e último.

Sem quebras, a segunda parcial foi definida no tiebreak, em que Djokovic salvou um match-point e fechou no primeiro set-point que teve, levando a decisão para o terceiro set, que teve história parecida com a do primeiro, no qual apenas uma quebra foi suficiente para que o espanhol levasse a melhor e comemorasse a medalha de bronze.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio