Notícias | Dia a dia
Bencic e Vondrousova lutam pelo ouro neste sábado
30/07/2021 às 17h39

Vondrousova levou a melhor no único duelo anterior contra Bencic no circuito

Foto: Kopatsch/Sato/Sidorjak

Tóquio (Japão) - A medalhista de ouro dos Jogos de Tóquio será conhecida na manhã deste sábado. A suíça Belinda Bencic e a tcheca Marketa Vondrousova se enfrentam por volta das 6h (de Brasília) para decidir quem será a campeã olímpica na capital japonesa. O único duelo anterior entre elas foi disputado no início deste ano, em Miami, e Vondrousova levou a melhor em três sets.

Bencic é mais experiente no circuito, está com 24 anos, ocupa o 12º lugar do ranking e já venceu quatro torneios da WTA. Já Vondrousova, canhota de 22 anos, tem apenas um título, conquistado ainda na temporada de 2017 em Bienne, na Suíça. Entretanto, a atual 42ª do ranking já esteve em uma final de Grand Slam, há duas temporadas, em Roland Garros. A suíça já chegou a ser número 4 do mundo em fevereiro do ano passado, enquanto a tcheca tem como melhor marca 14º lugar e já derrotou as top 10 Naomi Osaka e Elina Svitolina nesta semana.

+ Bencic celebra dia perfeito e revela apoio de Federer
+ Medalhista, Vondrousova quase ficou fora dos Jogos

Uma vitória de Bencic fará com que a Suíça ganhe sua terceira medalha de ouro na história do tênis olímpico. Essa escrita começou com Marc Rosset, campeão nos Jogos de Barcelona em 1992. A segunda conquista do país veio com a dupla formada por Roger Federer e Stan Wawrinka no ano de 2008 em Pequim.

Além disso, Bencic busca mais uma façanha. Também finalista de duplas, ao lado de Viktorija Golubic, a suíça pode se tornar a quarta tenista a receber duas medalhas de ouro em uma mesma edição dos Jogos, desde que o esporte voltou ao programa olímpico em 1988. A primeira a conseguir esse feito foi Venus Williams, nos Jogos de Sydney em 2000. Sua irmã mais nova, Serena Williams, fez a mesma coisa na grama de Londres em 2012. Entre os homens, o chileno Nicolas Massú foi campeão em simples e duplas nos Jogos de Atenas em 2004.

Vondrousova tenta um ouro inédito para o tênis da República Tcheca. Desde que o país se tornou independente, em 1996, foram duas medalhas de prata e quatro bronzes nas Olimpíadas. Vale ressaltar que Miloslav Mecir, nascido em território eslovaco, foi medalhista de ouro em simples jogando pela antiga Tchecoslováquia nos Jogos de Seul em 1988.

A final de duplas, prevista para domingo, também coloca tenistas tchecas e suíças pela frente. Bencic e Golubic enfrentam Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova, campeãs de Roland Garros e principais cabeças de chave em Tóquio. Essa é a primeira vez que as finais de simples e duplas em um torneio olímpico envolvem as mesmas países em disputa.

Svitolina e Rybakina lutam pelo bronze
Mais cedo, por volta de 4h30, acontece a disputa pela medalha de bronze. A ucraniana Elina Svitolina, número 6 do mundo, enfrenta a cazaque Elena Rybakina, 20ª colocada. Ambas tentam ser as primeiras tenistas de seus países a ganharem uma medalha olímpica. Elas já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. Svitolina é a mais experiente em quadra, com 26 anos, contra 22 de sua adversária.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio