Notícias | Dia a dia
Bencic celebra dia perfeito e revela apoio de Federer
29/07/2021 às 14h09

Bencic disputará as finais de simples e duplas nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Foto: ITF

Tóquio (Japão) - Finalista de simples e duplas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Belinda Bencic acredita ter vivido o melhor dia de sua carreira profissional nesta quinta-feira. Logo em sua primeira participação olímpica, a suíça de 24 anos e número 12 do mundo já garantiu duas medalhas e pode fechar a semana de forma perfeita, caso conquiste dois ouros na capital japonesa.

"Este é com certeza o melhor dia da minha carreira. É o maior resultado que já alcancei até agora e o maior resultado também nas duplas. Vencer os dois jogos no mesmo dia é, com certeza, meu maior feito", disse Bencic, que venceu a semifinal de simples contra a cazaque Elena Rybakina por 7/6 (7-2), 4/6 e 6/3. Nas duplas, juntou-se à compatriota Viktorija Golubic para superar as brasileiras Laura Pigossi e Luisa Stefani por 7/5 e 6/3.

"Estou muito emocionada agora. Estar aqui como atleta nas Olimpíadas é incrível. E ter uma medalha é uma coisa com que sonhei e não pensei que seria realidade. Eu realmente não quero que esse sonho acabe", acrescenta a suíça, que disputa a final de simples no sábado contra a tcheca Marketa Vondrousova. Já a final de duplas acontece no domingo e as adversárias também serão tchecas: Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova.

Apoio de Federer e chance de igualar as irmãs Williams
Bencic tenta igualar o feito das irmãs Venus e Serena Williams, que conquistaram medalhas de ouro em simples e duplas em uma mesma edição olímpica. Venus conseguiu a façanha nos Jogos de Sydney, em 2000, enquanto Serena ganhou dois ouros na grama de Londres em 2012. Outro tenista a conseguir esse feito foi o chileno Nicolas Massu, nos Jogos de Atenas em 2004.

Além disso, Bencic garante medalhas para o tênis suíço pela quarta edição seguida dos Jogos. Essa sequência começou nos Jogos de Pequim, em 2008, com a dupla formada por Roger Federer e Stan Wawrinka. Quatro anos depois, Federer foi prata em Londres. Já no Rio de Janeiro, em 2016, Timea Bacsinszky e Martina Hingis foram medalhistas de prata nas duplas. A jovem jogadora suíça, aliás, revelou contar com o apoio de Federer.

"Com certeza, os suíços estão acompanhando tudo. Especialmente o Roger. Eu sei que ele acompanha os resultados dos challengers, futures, Olimpíadas e tudo mais. Ele sabe o que está acontecendo e como jogamos. Ele nos enviou uma mensagem depois do jogo de duplas ontem, então tenho certeza que ele está assistindo".

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio