Notícias | Dia a dia
Stefani e Pigossi vão às quartas após 4 match-points
27/07/2021 às 07h58

Resultado já é o melhor do tênis feminino brasileiro em Jogos Olímpicos

Foto: Gaspar Nóbrega/COB
Felipe Priante 
De Tóquio, especial para TenisBrasil 

Tóquio (Japão) - Depois de uma vitória sobre as favoritas canadenses na primeira rodada, as paulistas Luísa Stafani e Laura Pigossi voltaram a aprontar nesta terça-feira, quando tiveram pela frente a forte parceria das tchecas Marketa Vondrousova, que mais cedo eliminara a japonesa Naomi Osaka em simples, e Karolina Pliskova, ex-número 1 do mundo. 

O jogo não começou bom para as brasileiras, mas lutaram até o final e conseguiram uma incrível virada, salvando quatro match-points antes de fecharem no primeiro que tiveram, marcando parciais de 2/6, 6/4 e 13-11, depois de 1h31 de confronto. 

"Acho que a gente deu uma vacilada no primeiro set, eu estava com a energia um pouco baixa, não estava acertando os voleios e não estava fazendo bem o meu feijão com arroz. Também tivemos muito segundos saques e isso atrapalhou”, comentou Luísa sobre o começo abaixo no primeiro set, no qual colocaram apenas 59% das primeiras colas em quadra contra 82% das rivais. 

“Mas a gente queria muito mais que elas no final e a nossa energia estava em outro nível”, acrescentou Luísa. “Isso fez a diferença. Sabíamos que tínhamos uma energia muito mais alta do que estávamos apresentando no primeiro set e até a metade do segundo. Conseguimos ir mudando aos poucos”, complementou Laura. 

O segundo set foi equilibrado, com as brasileiras quebrando para sacar em 2/1, quando perderam o serviço de volta. A definição ficou para a reta final, quando as tchecas foram quebradas de novo no nono e na sequência Stefani e Pigossi confirmaram para levar a decisão para o match-tiebreak. 

A definição da partida foi eletrizante e nervosa, com as tchecas liderando o placar quase o tempo todo até chegarem aos dois primeiros match-points no 9-7. Stefani e Pigossi ainda salvaram mais um em 10-9 e outro em 11-10 até conseguirem a primeira chance de fechar a partida e então não a deixaram escapar. 

As adversárias nas quartas de final serão as norte-americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula, que venceram as francesas Fiona Ferro e Alizé Cornet por 6/1 e 6/4. A dupla norte-americana é cabeça 4 em Tóquio e conta com a experiência de Mattek-Sands, que já foi número 1 do ranking de especialistas em duplas. O jogo já acontece nesta quarta-feira, por volta de 2h.

O resultado já é o melhor da história do tênis feminino brasileiro em Olimpíadas. Até então, todas as demais jogadoras do país que foram aos Jogos obtiveram no máximo uma vitória na mesma edição, casos de Teliana Pereira (Rio-2016), Joana Cortez e Vanessa Menga (Sydney-2000), Andrea Vieira e Cláudia Chabalgoity (Barcelona-1992) e Gisele Miró (Seul-1988).

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio