Notícias | Dia a dia
Eslovaca salva 4 match-points e vence batalha de 4h
23/07/2021 às 17h32

Kristina Kucova, de 31 anos, é conhecida por executar o forehand com as duas mãos

Foto: Divulgação

Gdynia (Polônia) - No jogo mais longo da temporada no circuito, a eslovaca Kristina Kucova venceu uma batalha de três tiebreaks e com 3h55 de duração. A jogadora da 31 anos e 150ª do ranking salvou quatro match-points na partida contra a eslovaca Ekaterine Gorgodze, 208ª colocada, e marcou as parciais de 6/7 (4-7), 7/6 (9-7) e 7/6 (7-3) para chegar à semifinal do WTA 250 de Gdynia, no saibro polonês.

Apesar de ser bastante experiente no circuito, Kucova ainda não tem títulos ou finais de WTA e o melhor ranking de sua carreira foi o 71º lugar, alcançado em 2016. A eslovaca, que é mais conhecida por executar tanto o forehand quanto o backhand com as duas mãos, tem uma vitória contra top 10 na carreira, obtida sobre a espanhola Carla Suárez Navarro há cinco anos.

Depois de um primeiro set com tês quebras para cada lado e vantagem para Gorgodze no tiebreak, Kucova começou melhor na segunda parcial e abriu 2/0, mas permitiu o empate no quarto game. Houve ainda uma sequência de quatro quebras até o 4/4. A eslovaca salvou três match-points quando perdia a parcial por 6/5, e mais um no tiebreak. Já no terceiro set, Kucova abriu 4/2, cedeu o empate no oitavo game e a virada pouco depois. Gorgodze não aproveitou a chance de sacar para o jogo e sofreu a derrota no tiebreak.

A adversária de Kucova na semifinal deste sábado será a alemã Tamara Korpatsch, 126ª do ranking, que também busca sua primeira final de WTA aos 26 anos. Korpatsch, cujo melhor ranking foi o 107º lugar em 2019, ganhou da húngara Anna Bondar por 7/5 e 6/3.

Quem também já está na semifinal é a belga Maryna Zanevska, de 27 anos e 165ª do ranking. Ela venceu a espanhola Nuria Parrizas Diaz por 6/3 e 6/2. Zanevska agora espera pela vencedora do jogo entre a polonesa Katarzyna Kawa, 143ª do mundo, e a ucraniana Kateryna Kozlova, 141ª colocada. Esse jogo foi suspenso e será retomado na manhã de sábado. Kawa liderava por 7/5 e 3/3.

Com várias desistências de última hora, o torneio de Gdynia chegou a ter seis jogadoras entrando como lucky-losers na chave principal e nenhuma das oito jogadoras das quartas de final têm título de WTA no currículo. A campeã do torneio no domingo receberá 280 pontos e poderá dar um salto na classificação, postulando vagas em torneios maiores num futuro próximo. A vice-campeã receberá 180 pontos.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva