Notícias | Outros
Rio anuncia privatização do Centro Olímpico
23/07/2021 às 15h02

Centro Olímpico de Tênis quando em fase de finalização.

Foto: Divulgação

Rio de Janeiro (RJ) - O Centro Olímpico de Tênis deverá passar à iniciativa privada por 15 anos, de acordo com o anúncio do prefeito do Rio, Eduardo Paes, nesta quinta-feira. A Prefeitura vai desmontar a Arena do Futuro e o Centro Aquático Olímpico, além de conceder por 15 anos à iniciativa privada também as Arenas Cariocas 1 e 2.

“Vamos implantar o legado previsto na época em que fizemos o planejamento para os Jogos Rio 2016. O legado urbano está aí. Foram obras que as Olimpíadas trouxeram e que servem atualmente à população, como o sistema BRT, o Porto Maravilha e o VLT”, frisou Paes.

Atualmente, a Prefeitura é a responsável por administrar no Parque Olímpico a Arena 3 e a Via Olímpica. As Arenas Cariocas 1 e 2, o Velódromo, além do Centro Olímpico de Tênis estão sob a responsabilidade do Governo Federal.

No novo plano de legado, a Prefeitura continuará responsável pela Arena 3, mas passará a gerenciar o Velódromo. Já as Arenas Cariocas 1 e 2 e o Centro de Tênis serão concedidos para a iniciativa privada, por 15 anos, com um valor de investimento de R$ 25 milhões. O aviso de licitação foi publicado no Diário Oficial no dia 21 de julho.

Além das instalações, o vencedor da iniciativa privada será responsável pela conservação predial de todo o Parque Olímpico, além da transformação da Arena 3 em um Ginásio Experimental Olímpico (GEO), construção de uma nova pista de atletismo e montagem de uma piscina olímpica no complexo.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG