Notícias | Dia a dia
Para Toni Nadal, nível de Djoko não é mesmo de antes
12/07/2021 às 15h33

Manacor (Espanha) - Assim como faz após cada Grand Slam, o espanhol Toni Nadal analisou a decisão de Wimbledon do último domingo, que terminou com vitória de virada do sérvio Novak Djokovic para cima do italiano Matteo Berrettini. Para o treinador, o número 1 do mundo se aproveitou da falta de experiência do rival.

“Djokovic é muito mais maduro e experiente, o que lhe dá vantagem em fatores tão importantes como a administração do jogo e o controle dos nervos para enfrentar os momentos decisivos. Ele não conseguiu tantos winners, mas a sua consistência foi, em todos os momentos, superior. Ele cometeu apenas 21 erros não forçados”, escreveu Toni em sua coluna o El País.

“Acho que o nível atual de Djokovic não é o mesmo de 2011 ou 2015, mas ficou demonstrado que o sérvio ainda está um passo à frente da nova geração de jogadores. Ele venceu três desses tenistas emergentes nas últimas três finais do Grand Slam”, comentou o espanhol, lembrando das vitórias sobre Daniil Medvedev na final do Australian Open e sobre Stefanos Tsitsipas em Roland Garros.

Toni destacou também que a conquista em Wimbledon prova outra coisa. “O tenista dos Balcãs parece ser, no momento, aquele com o melhor ímpeto para terminar como o maior vencedor de Grand Slam da história. Dentro de um mês e meio será disputado o US Open e aí terá a primeira oportunidade de ser o líder isolado”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio