Notícias | Dia a dia
Sabalenka tem melhor ranking e Serena sai do top 10
12/07/2021 às 12h52

Miami (EUA) - Muitas mudanças no ranking feminino após a disputa de Wimbledon. A principal delas é a ascensão da bielorrussa Aryna Sabalenka ao posto de número 3 do mundo, ganhando uma colocação com a semifinal alcançada na grama do All England Club. Ela está atrás apenas da australiana Ashleigh Barty (1ª) e da japonesa Naomi Osaka (2ª).

Também ganhou terreno após o Grand Slam britânico a norte-americana Sofia Kenin, que subiu duas posições e agora é quarta mais bem colocada, igualando a melhor marca da carreira. Completa o top 5 da WTA a canadense Bianca Andreescu, outra que melhorou dois lugares, beneficiada pelas quedas da ucraniana Elina Svitolina e da romena Simona Halep.

Semifinalista de Wimbledon em 2019, Svitolina não passou da segunda rodada em 2021 e por isso perdeu um lugar, caindo para a sexta colocação. Já Halep não pode sequer disputar o torneio por causa de lesão e, como defendia o título, despencou seis colocações e foi para o nono posto.

Em contrapartida, a vice-campeã Karolina Pliskova voltou ao top 10 logo após uma breve saída. A tcheca ex-número 1 do mundo recuperou seis posições e agora é a número 7 do mundo. Também voltou ao top 10 a espanhola Garbñe Muguruza, que saiu da 12ª para a 10ª colocação.

Na direção contraria, saindo do top 10, está a norte-americana Serena Williams, que amargou queda de oito lugares, saindo do 8º posto para o atual 16º. A tcheca Petra Kvitova foi outra que perdeu sua condição de top 10, indo da 10ª colocação para a 12ª.

Destaques no Slam britânico, Viktorija Golubic e Ajla Tomljanovic ganharam bastante terreno. Quadrifinalista, a suíça de 28 anos ganhou 18 lugares e foi para o 48º, o melhor da carreira. Também eliminada nas quartas, a australiana disparou 24 colocações e agora é a 51ª do mundo, um pouco abaixo do 39º posto, o mais alto até então.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio