Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Mertens e Hsieh salvam match-points e são campeãs
10/07/2021 às 15h48

Mertens comemora um título inédito, Hsieh vence o torneio pela terceira vez

Foto: WTA

Londres (Inglaterra) - Em uma final com muito equilíbrio e emoção, a belga Elise Mertens e a taiwanesa Su-Wei Hsieh conquistaram o título de duplas femininas em Wimbledon. Elas escaparam de dois match-points e venceram uma batalha de 2h30 contra as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova por 3/6, 7/5 e 9/7. Curiosamente, Vesnina e Kudermetova vinham de viradas semelhantes durante o torneio, salvando sete match-points entre quartas e semifinais.

Veterana de 35 anos, Hsieh conquista seu quarto título de Grand Slam nas duplas femininas e o terceiro em Wimbledon. Nas quadras de grama do All England Club, a taiwanesa já foi campeã ao lado da chinesa Shuai Peng em 2013 e também junto da tcheca Barbora Strycova em 2019. Ela também tem um título de Roland Garros com Peng em 2014.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Wimbledon (@wimbledon)

Mertens é mais jovem, está com 25 anos, e conquista um título inédito em Wimbledon e o terceiro Grand Slam. A belga já havia vencido o US Open de 2018 e o Australian Open deste ano junto da bielorrussa Aryna Sabalenka. De quebra, ela vai reassumir a liderança no ranking das especialistas em duplas, posição que ela já havia ocupado por uma semana em maio. Já Hsieh tem várias passagens pelo topo do ranking e acumula 45 semanas como número 1.

Entre as vice-campeãs, Kudermetova disputou sua primeira final de Grand Slam. Já a experiente Vesnina disputou sua 11ª final de Grand Slam nas duplas femininas, sendo a quarta em Wimbledon. Ela perdeu as finais de 2010 e 2015, mas venceu o torneio de 2017, ao lado da também russa Ekaterina Makarova. Em sua carreira, possui três títulos de Slam na modalidade. Além disso, a jogadora de 34 anos disputou sua primeira final desde que ela se tornou mãe.

Russas dominaram o 1º set e sacaram duas vezes para o jogo
A parceria russa dominou as ações no primeiro set, com uma quebra logo cedo para abrir 3/1 no placar. Mesmo sofrendo uma quebra e permitindo o empate no sexto game, Vesnina e Kudermetova logo retomaram a vantagem e terminaram o set vencendo três games seguidos. As russas começaram o segundo set também pressionando o saque das adversárias e abriram 4/2, além de não correrem riscos em seus games de serviço.

Até a liderança por 5/3 no segundo set, Vesnina e Kudermetova não haviam enfrentando chances de quebra na parcial. Mas isso mudou justamente na hora de sacar para o jogo, quando as russas perderam os match-points, um deles com atuação brilhante de Mertens do fundo e precisão de Hsieh junto à rede e permitiram o empate. A belga e a taiwanesa mantiveram o bom momento na partida e voltaram a quebrar para forçar o terceiro set.

Apesar de a parcial decisiva ter começado com games longos, as sacadoras vinham confirmando sem riscos, até que Mertens e Hsieh conseguissem quebrar o saque de Vesnina para fazer 5/3. Mas assim como havia acontecido com as rivais no set antrerior, a belga e a taiwanesa não aproveitaram a chance de sacar para o jogo. Para piorar as russas conseguiriam uma nova quebra e fizeram 7/6 no placar, mas Kudermetova também não conseguiu fechar o jogo no saque e Vesnina voltaria a ser quebrada dois games mais tarde, dando números finais à disputa.

Comentários