Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Pliskova reage e volta a uma final de Slam após 5 anos
08/07/2021 às 13h36

Pliskova está a uma vitória de conquistar o primeiro Grand Slam de sua carreira profissional

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Pela segunda vez em sua carreira profissional, Karolina Pliskova disputará uma final de Grand Slam e está a apenas uma vitória de conquistar seu primeiro título em torneios deste porte. Pliskova, de 29 anos e número 13 do mundo, garantiu seu lugar na decisão de Wimbledon depois de superar a bielorrussa Aryna Sabalenka, quarta colocada no ranking e cabeça 2 do evento, com parciais de 5/7, 6/4 e 6/4 em 1h53 de partida.

A única final de Grand Slam disputada por Pliskova aconteceu no US Open de 2016, quando ela foi superada pela alemã Angelique Kerber. No ano seguinte, a tcheca alcançou a liderança do ranking e lá permaneceu por oito semanas. Sua adversária na final será a atual número 1 do mundo Ashleigh Barty. A australiana lidera o histórico de confrontos por 5 a 2.

Pliskova passou 230 semanas consecutivas no top 10, em série iniciada ainda em 2016, e acabou perdendo uma posição justamente na semana de Wimbledon. No entanto, ela já está voltando para o sétimo lugar do ranking e pode terminar o torneio na quarta posição. Já Sabalenka, de 23 anos, segue sem títulos e finais de Slam na carreira, mas garante a subida para o terceiro lugar do ranking.

Semifinal teve 32 aces e Pliskova só enfrentou um break-point
A partida desta quinta-feira foi um duelo entre duas ótimas sacadoras, tanto é que Sabalenka disparou 18 aces contra 14 de Pliskova e o jogo teve apenas três quebras de serviço. A tcheca vinha confirmando seus games de serviço com muita tranquilidade durante o set inicial e colocando a rival sob constante pressão, mas Sabalenka escapou de todos os oito break-points que enfrentou na parcial. Justamente quando perdia por 6/5, a ex-número 1 do mundo teve o serviço ameaçado pela primeira vez no jogo e cometeu uma dupla-falta.

No entanto, a perda da parcial não abalou Pliskova, que fez um segundo set praticamente impecável. Ela cedeu apenas seis pontos em seus games de serviço e apostou em devoluções profundas para conseguir a quebra no único break-point que teve na parcial. Logo na abertura do terceiro set, a tcheca conseguiu mais uma quebra de serviço e abriu 2/0. Novamente, não deu chances em de reação, perdendo apenas cinco pontos em seus games de saque, e definiu a partida com um ace. Sabalenka liderou a estatística de winners por 38 a 32, mas cometeu 20 erros contra apenas 17 de Pliskova.

Comentários