Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Berrettini vence 10ª seguida na grama e chega à semi
07/07/2021 às 16h14

Berrettini carrega sequência de vitórias na grama desde o título em Queen's

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Em ótimo momento nas quadras de grama do circuito, o italiano Matteo Berrettini garantiu seu lugar na semifinal de Wimbledon. Depois de conquistar o ATP 500 de Queen's, em sua preparação para o Grand Slam londrino, o italiano de 25 anos e número 9 do mundo marcou sua décima vitória seguida no piso. Ele superou nesta quarta-feira o canadense Felix Auger-Aliassime, 19º colocado, com parciais de 6/3, 5/7, 7/5 e 6/3 em 3h02 de partida.

Berrettini alcança uma semifinal de Wimbledon pela primeira vez na carreira e iguala também seu melhor resultado em Grand Slam. Ele já havia alcançado a penúltima rodada do US Open em 2019. Além de ter vencido todas as partidas na grama que disputou na temporada, ele tem um histórico de 23 vitórias e apenas cinco derrotas no piso pelo circuito da ATP. Há dois anos, venceu o ATP 250 de Stuttgart, superando o próprio Aliassime na final.

+ Ótimo aproveitamento na grama anima Berrettini
+ Berrettini destaca sucesso de nova geração italiana

Esta é apenas a segunda vez que um italiano disputa uma semifinal de Wimbledon. Berrettini iguala o feito de Nicola Pietrangeli em 1960. Ele também se junta a Corrado Barazzutti, Giogio de Stefani e Giuseppi Merlo entre os jogadores de seu país com duas semis de Slam. Pietrangeli é o recordista, com cinco no total.

O adversário de Berrettini na semifinal da próxima sexta-feira será o polonês Hubert Hurkacz, 18º do ranking e algoz de Roger Federer com parciais de 6/3, 7/6 (7-4) e 6/0. Hurkacz levou a melhor no único duelo anterior de nível ATP, válido pelo Masters 1000 de Miami de 2019, mas o italiano venceu um encontro entre eles no quali do Australian Open de 2018.

Já o eliminado Aliassime encerra sua melhor participação em Grand Slam. O jovem canadense de 20 anos havia eliminado o número 6 do mundo Alexander Zverev em uma batalha de cinco sets nas oitavas. Ele também passou pelo brasileiro Thiago Monteiro e pelo sueco Mikael Ymer, além de contar com a desistência do australiano Nick Kyrgios nas oitavas de final.

O início de partida foi arrasador para Berrettini, que rapidamente conseguiu duas quebras e chegou a vencer cinco games seguidos para abrir 5/1. Até então, o italiano não havia enfrentado break-points e só perdera três pontos em seus games de serviço. Aliassime lutou muito, salvou três set-points e conseguiu devolver uma das quebras, mas depois fez um game muito ruim, acumulando erros não-forçados e perdeu a parcial.

Aliassime reagiu na partida durante o segundo set, além de ter contado com 20 erros não-forçados de Berrettini na parcial. O canadense abriu 3/1 no placar, permitiu o empate no sexto game. No entanto, ele continuava criando chances de retomar a liderança, muito por conta do baixo desempenho do italiano com o segundo serviço. Com sete break-points ao longo do set, a segunda quebra surgiu quando o placar estava empatado por 5/5 e o jovem jogador definiu a disputa em seu saque.

O terceiro set seguia sem quebras e Aliassime era quem confirmava seus serviços com maior tranquilidade, enquanto Berrettini escapou de dois break-points no começo da parcial. Quando já era possível visualizar um tiebreak, o italiano aproveitou a única chance de quebra que teve e fez 2 a 1 no placar geral.

A vantagem deu muita confiança ao número 9 do mundo, que já abriu o quarto set com 3/0, chegando a vencer cinco games seguidos na partida. Berrettini não enfrentou break-point na parcial e só perderia mais cinco pontos no saque até o fim do jogo. Aliassime terminou a partida com um ace a mais, 13 a 12, mas Berrettini fez 33 a 24 em winners e cometeu 45 erros contra 41 do rival.

Comentários