Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer sabe que pode ter torcida contra no sábado
01/07/2021 às 18h50

Federer enfrenta o britânico Cameron Norrie na próxima rodada em Wimbledon

Foto: AELTC/Ben Solomon

Londres (Inglaterra) - Apesar de toda a idolatria que tem dos fãs em qualquer parte do mundo, Roger Federer se sente preparado para encarar um ambiente incomum na terceira rodada de Wimbledon. Adversário do britânico Cameron Norrie, 34º do ranking, o suíço está ciente de que público da Quadra Central pode estar mais dividido ou até se colocar a favor do jogador da casa no próximo sábado.

"Eu nunca realmente espero que todo o estádio esteja torcendo por mim, para ser honesto. Eu sou um pouco igual. Às vezes gosto do azarão. E as pessoas também querem ver uma partida equilibrada. Quando você vê o outro cara fazendo ótimos pontos, eu espero que aplaudam o cara. Nem todo mundo tem que ser a meu favor", disse Federer, durante a entrevista coletiva nesta quinta-feira, após vencer o francês Richard Gasquet pela segunda rodada.

"No final do dia, você tem que se concentrar no seu jogo. Se a multidão entrar na partida, é bom, mesmo que seja para ele. Vamos ver o que acontece. É pior quando tem muita gente no estádio, mas não tem barulho. Aqui na Quadra Central você sempre tem um bom ambiente garantido, independentemente se eles estão a favor ou contra você. É por isso que acho que é uma quadra tão maravilhosa para se jogar", acrescentou o vencedor de oito títulos de Wimbledon.

"Espero que a torcida entre no jogo, independentemente de por quem torçam. Se for por mim, é por causa dos últimos 20 anos de grandes partidas que fiz aqui, mas Cam é um cara legal também. Ele teve um ano maravilhoso. Jogou muito bem em Queen's também. Eu entendo se a torcida estiver com ele, sei que vai ser um jogo difícil e estou feliz por ele estar indo bem. Mas agora chega, ele precisa sair do torneio!", brincou o veterano de 39 anos.

Federer saiu de quadra satisfeito com o desempenho apresentado na partida contra Gasquet, mesmo sabendo que ainda pode melhorar. Ao marcar as parciais de 7/6 (7-1), 6/1 e 6/4, o suíço chegou à sua 19ª vitória em 21 jogos diante do francês. "Eu conheço Richard muito bem. Já jogamos tantas vezes um contra o outro. É sempre um prazer jogar contra ele, porque ele tem um backhand maravilhoso".

"Foi uma ótima partida para mim. Fiquei muito feliz com meu desempenho hoje. Um primeiro set difícil, o segundo foi ótimo e eu estava um pouco melhor no terceiro. Estou muito feliz", avaliou. "O mais importante não é se sentir que está no seu melhor nível já na primeira e na segunda rodadas. O que você não quer fazer é perder. Estou na terceira rodada, e muito feliz com meu nível até agora".

Comentários