Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Melo e Kubot têm jogo duro, mas passam pela estreia
01/07/2021 às 12h41

Londres (Inglaterra) - O tênis brasileiro enfim obteve uma vitória em Wimbledon deste ano. Depois das quedas de Thiago Monteiro nas simples e de Luísa Stefani e Marcelo Demoliner nas duplas, o mineiro Marcelo Melo e seu parceiro polonês Lukasz Kubot justificaram a condição de cabeças 8 do torneio.

Ainda assim, não foi uma partida fácil. Mesmo diante dos pouco conhecidos Nathaniel Lammons e Jackson Withrow, ambos norte-americanos, a dupla de Melo suou para anotar as parciais de 6/4, 5/7 e 6/4. Os próximos adversários saem do duelo a ser disputado entre o alemão Andre Begemann e o austríaco Jurgen Melzer diante dos holandeses Sander Arends e Matwe Middlekoop.

Esta é a 14ª participação de Melo em Wimbledon, onde já atuou ao lado de diversos parceiros. Ele foi campeão em 2017, ao lado de Kubot, e finalista em 2013, então com Ivan Dodig. Também fez semifinal em sua primeira presença, em 2007, com André Sá. Na edição de 2019, parou nas quartas, também com Kubot. Chega portanto a 36 vitórias em duplas com 47 partidas feitas.

O Brasil ainda terá as estreias de Bruno Soares, ao lado do escocês Jamie Murray, e da parceria nacional de Thiago Monteiro e Rafael Matos, que ganharam vaga de última hora. Soares e Murray são cabeças 7 e enfrentam o norte-americano Nicholas Monroe e o canadense Vasek Pospisil, enquanto Monteiro e Matos enfrentam os cazaques Alexander Bublik e Aleksandr Nedovyesov.

Comentários