Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer diz que teve sorte e que rival estava melhor
29/06/2021 às 20h17

Beneficiado por desistência de Mannarino, Federer espera jogar melhor na próxima rodada

Foto: ATP

Londres (Inglaterra) - Depois de garantir vaga na segunda rodada de Wimbledon, Roger Federer reconhece que teve um pouco de sorte por ter avançado no torneio. O suíço foi beneficiado pela desistência do francês Adrian Mannarino, que sofreu uma lesão no joelho no final do quarto set e abandonou a partida ao iniciar a quinta parcial. Federer entende que Mannarino era quem estava jogando melhor e lamenta a situação do adversário, ao mesmo tempo em que celebra a oportunidade de atuar em um nível mais alto na próxima fase do torneio.

"Ele poderia ter vencido a partida. Obviamente ele era o melhor jogador em quadra, então eu definitivamente tive um pouco de sorte", disse Federer após o jogo que teve parciais de 6/4, 6/7 (3-7), 3/6 e 6/2, antes de Mannarino abandonar. "Isso mostra que uma bola pode mudar o resultado de uma partida, de uma temporada ou uma carreira. Desejo a ele tudo de bom e espero que ele se recupere rapidamente para que possamos vê-lo de volta às quadras. Mas, é claro, estou feliz por ter outra chance de disputar mais uma partida aqui".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Wimbledon (@wimbledon)

Estratégia mais agressiva no quarto set
Federer falou sobre a reação que teve no início do quarto set, em que ele conseguiu uma quebra de serviço muito cedo para abrir 3/0 e não correu riscos em seu saque. O atual número 8 do mundo destacou a estratégia mais agressiva. "Tentei encurtar um pouco os pontos. Acho que ele tinha um bom ritmo da linha de base. Ele cria problemas para muitos jogadores e fez o mesmo hoje na grama contra mim".

"É por isso que eu tentei talvez disputar pontos mais rápidos, e funcionou bem. Assim que eu consegui a quebra, fui capaz de talvez me soltar um pouco e então tudo acabou. No final, foi uma partida de altos e baixos no geral. Mas eu senti que tinha que ajustar meu jogo mais do que ele, e isso era crédito para ele, é claro", avaliou o suíço, que agora enfrenta o francês Richard Gasquet. "Acho que talvez o jogo estivesse mudando um pouco. Eu gostaria de ver se eu conseguiria vencer o quarto set normalmente e se eu seria capaz de mudar meu jogo. Isso teria me dado opções para entrar no quinto set. Então, novamente, ninguém sabe o que poderia acontecer".

Suíço lembrou dos próprios problemas no joelho
Depois de ter ficado mais de um ano sem jogar e passado por duas cirurgias no joelho direito, Federer se lembrou do longo processo de recuperação que teve e espera que Mannarino, que completou 33 anos nesta terça-feira, volte logo às quadras. "Foi um final terrível, que não gosto nem de ver. Eu me senti muito mal, principalmente com tudo que passei com o joelho. Espero que ele não fique longe do circuito por muito tempo. Eu apenas senti como se fosse um final ruim, mas às vezes isso acontece".

Comentários