Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer leva enorme susto e avança com desistência
29/06/2021 às 14h53

Londres (Inglaterra) - Maior campeão de Wimbledon, o suíço Roger Federer teve uma estreia bastante movimentada nesta terça-feira. Ele saiu na frente do francês Adrian Mannarino, levou a virada perdendo o segundo e terceiro sets, mas acabou ficando com a vitória graças a uma lesão do rival, que acabou abandonando quando o placar apontava 6/4, 6/7 (3-7), 3/6 e 4/2. Ainda tentou jogar mais dois games, perdeu ambos e Federer, depois de fazer 6/2, viu o francês desistir.

Aniversariante do dia, Mannarino ficou perto de comemorar os 33 anos com a vaga na segunda rodada e o fim de uma freguesia contra Federer, mas sofreu uma aparente torção no joelho direito ao tentar alcançar uma bola longa. O suíço assim terá pela frente mais um freguês, agora Richard Gasquet, que bateu o japonês Yuichi Sugita com 7/6 (7-4), 4/6, 6/2 e 6/1. O francês tem 20 duelos com o suíço e venceu só dois, perdendo nas duas vezes que se cruzaram em Wimbledon.

Federer perdeu três vezes na estreia de Wimbledon, a última delas em 2002, uma temporada anterior ao primeiro troféu erguido ali e em eventos de Grand Slam no geral. A última vez que caiu logo de início de um Grand Slam foi em Roland Garros de 2003. Desde então, fez ao menos quartas em Wimbledon com exceção da derrota surpreendente na segunda rodada de 2013.

Começo promissor

O domínio do tenista da Basileia nos duelos com Mannarino, tendo perdido somente um set em 16 disputados entre eles até então, se manteve pelo menos no primeiro set, no qual Federer levou susto no começo e logo no game inicial salvou três break-points, saindo de 0-40, mas depois ameaçou o saque do rival em três games diferentes e até conseguir a quebra no décimo e último.

A segunda parcial foi muito equilibrada, não teve quebras para e a definição só aconteceu no tiebeak. Federer abusou dos erros no desempate e ainda contou com azar em dois lances vencidos por Mannarino com o auxílio da fita. O francês dominou as ações e não teve dificuldade para concretizar o terceiro set-point que teve, fazendo 7-3 e empatando o jogo.

Federer parece ter sentido o momento adverso e continuou bastante errático no começo do terceiro set. Ele sofreu quebras no segundo e sexto games, conseguiu até uma a seu favor no terceiro, mas não foi o suficiente para evitar a virada de Mannarino, que fez 2 sets a 1 e assustou os torcedores do ex-número 1 do mundo.

Mudança tática e sorte

Federer então mudou seu plano tático e passou a ser muito mais agressivo, incluindo as devoluções. Com isso, conseguiu logo de início uma quebra e abriu 4/2. Foi então que Mannarino sofreu um escorregão feio ao levar contrapé. Ficou alguns minutos estendido em quadra, recebendo até a visita de Federer. Pediu atendimento no joelho direito torcido, chegou a completar a parcial quase sem se mexer e acabou desistindo logo no primeiro game do quinto set.

Apesar dos 15 aces na partida, Federer oscilou bastante com o saque. Ele começou bem e venceu 81% dos pontos com o serviço no primeiro set, mas depois o aproveitamento caiu para 65% no segundo e 50% no terceiro, subindo no quarto para 75%.  O suíço também não se mostrou muito calibrado, anotou 53 bolas vencedoras, mas também 45 erros não forçados.

Comentários