Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Wimbledon larga com alterações devido à pandemia
28/06/2021 às 17h32

Chuva atrasou o início de jogos.

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) – Depois do cancelamento da edição passada por causa da pandemia e apesar das dificuldades impostas pelas restrições sanitárias, a executiva-chefe de Wimbledon, Sally Bolton, esforçou-se para dar aos 21 mil torcedores que tiveram ingresso nesta segunda-feira no All England Club uma "sensação familiar" do campeonato. A chuva impediu os jogos nas quadras externas até às 15h30. 

A famosa fila de ingressos não está em funcionamento este ano e os portões abriram meia hora mais cedo do que o habitual, para permitir que os vários protocolos fossem seguidos pelos espectadores.

Os fãs tiveram que mostrar o comprovante de vacinação ou um teste negativo para conseguir entrar e precisaram de um smartphone com o ingresso. As máscaras eram usadas pela maioria das pessoas enquanto caminhavam pelo local, mas não eram necessárias uma vez sentadas nas arquibancadas, nem na Henman Hill. Os pontos de venda foram abertos ao público, com sistemas unilaterais e distanciamento social, enquanto os bufês foram substituídos por refeições pré-embaladas.

Mas embora a experiência do espectador não tenha mudado muito, o mesmo não acontece com os jogadores, não apenas porque os pegadores de bola não podem mais lhes dar a toalha. Os competidores que normalmente alugam um apartamento luxuoso no sudoeste de Londres com suas famílias, desta vez precisam permanecer na “bolha” do jogador, movimentando-se apenas do local de jogos para o hotel na cidade.

Comentários