Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Djoko: 'Das melhores atuações que tive com o saque'
28/06/2021 às 15h03

Londres (Inglaterra) - Duas foram as marcas da estreia do sérvio Novak Djokovic em Wimbledon. A primeira delas foi o susto no começo do jogo, perdendo o primeiro set para o convidado da casa Jack Draper, que atualmente ocupa o modesto 253º lugar no ranking. Outra delas foi o grande desempenho do número 1 do mundo com o saque, com 25 aces e aproveitamento de 83%.

“Provavelmente foi uma das melhores atuações que tive com meu saque. Acho que igualei o meu recorde de aces do início do ano na Austrália, quando também fiz 25 em quatro sets. Não poderia estar mais satisfeito com o meu ritmo de saque. A grama é a superfície mais rápida do nosso esporte e ajuda muito a ganhar pontos grátis”, destacou o sérvio.

Djokovic também não deixou de elogiar o ótimo começo de jogo do rival britânico. “Draper está de parabéns por sua partida, se saiu bem ao jogar na quadra central de Wimbledon pela primeira vez. No primeiro set ele estava em um ótimo nível e demorei um pouco para encontrar o equilíbrio”, comentou o líder do ranking.

“Senti como se a grama estivesse muito escorregadia ou bastante molhada possivelmente devido a jogar com o teto fechado”, acrescentou Nole, que teve sete break-points em três games diferentes durante o primeiro set, mas não conseguiu aproveitar uma chance sequer. Contudo, ele deslanchou a partir da segunda parcial e dominou as ações desde então.

"Ele é um garoto de 19 anos, alto e muito forte. Também tem a vantagem de ser canhoto, algo que deixa os destros muito desconfortáveis, principalmente na grama. Começou o jogo em alto nível e apoiado por todo o público. Obviamente aumentei a qualidade e o nível do meu tênis desde o segundo set. Senti que estava tudo sob controle”, complementou o sérvio.

Por fim, o dono de 19 títulos de Grand Slam deixou uma mensagem de incentivo ao adversário que vencera na primeira rodada de Wimbledon. “Se eu tivesse que dizer algo para Draper, diria que tem que melhorar sua movimentação em quadra, mas ele ainda é jovem e tem muito a melhorar”, observou Djokovic.

Comentários