Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Wimbledon pode ver grandes mudanças no top 10
26/06/2021 às 08h51

Zverev tem grande chance de superar Thiem e pode até brigar pelo número 3

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - As ausências de Rafael Nadal e Dominic Thiem e a defesa do título por parte de Novak Djokovic e do vice por Roger Federer poderão provocar uma série de importantes mudanças no ranking masculino após Wimbledon.

O número 1 estará em jogo, mas tal qual aconteceu em Roland Garros o russo Daniil Medvedev precisará de uma combinação complexa para tirar Djokovic do posto. Ele necessita pelo menos da final para somar 1.190 e nesse caso torcer ainda para o sérvio não passar da semi.

Nadal no entanto está fortemente ameaçado por Stefanos Tsitsipas, atual quarto colocado. O espanhol perderá 360 pontos (metade dos 720 pela semifinal de 2019) e o grego marcará tudo que puder. Dessa forma, se atingir as quartas e somar 360 pontos, irá ultrapassar o espanhol.

O mesmo acontece na disputa direta entre Thiem e Alexander Zverev. O austríaco nem passou da estreia em 2019 e assim só perderá 5 pontos, mas o alemão também marcará tudo o que puder e assim bastará os 180 de oitavas de final para rebaixar o austríaco. Zverev pode até mesmo chegar na terceira posição, já que sua distância para Nadal é de 1.325, mas terá de ir no mínimo à final.

Número 8 do momento devido ao congelamento de pontos no ranking da pandemia, Federer perderá 600 pontos caso não repita a final de 2019 (ou 480 se fizer semifinal) e isso o fará perder o posto para Matteo Berrettini, que está 350 pontos atrás e defende 180 pontos pelas oitavas, com 90 garantidos.

Djokovic e Tsitsipas também duelam diretamente pela liderança do ranking da temporada. O sérvio recuperou o posto com o título de Roland Garros, atingindo 5.180, e o grego totaliza 4.570. Logo atrás, Andrey Rublev e Zverev não poderão superar o sérvio nem mesmo em caso de título.

Comentários