Notícias | Dia a dia
Kerber vence batalha com Kvitova e decide em casa
25/06/2021 às 16h54

Kerber pode conquistar o primeiro título desde janeiro de 2018

Foto: Bad Homburg Open

Bad Homburg (Alemanha) - A sexta-feira foi especial para Angelique Kerber, que precisou superar uma rodada dupla para chegar à final do WTA 250 de Bad Homburg, em quadras de grama. Ex-número 1 do mundo, a experiente alemã de 33 anos aparece atualmente no 28º lugar do ranking e tenta voltar a conquistar um título depois de três temporadas. A vaga na final veio com uma difícil vitória sobre Petra Kvitova, número 12 do mundo e principal favorita no evento, por 3/6, 6/4 e 7/6 (7-3) em 2h04 de partida.

Esta foi a sétima vitória de Kerber em 15 jogos contra Kvitova no circuito, sendo que o confronto desta sexta-feira foi o primeiro entre elas na grama. Além disso, a tcheca de 31 anos havia levado a melhor nos dois últimos encontros, no início de 2019 em Sydney e na temporada de saibro deste ano em Madri. Já a vitória mais recente da alemã havia acontecido na temporada de 2018, em Stuttgart.

Tanto Kerber quanto Kvitova haviam atuado mais cedo pelas quartas de final. A alemã venceu a norte-americana Amanda Anisimova por 2/6, 6/3 e 6/3, enquanto a tcheca havia superado a argentina Nadia Podoroska por 6/3 e 7/6 (12-10). Vencedora de 12 títulos no circuito, incluindo três Grand Slam, Kerber não conquista um torneio desde o título de Wimbledon em 2018 e sua última final havia acontecido há exatos dois anos, na grama de Eastbourne. A canhota alemã disputará sua 41ª final na carreira.

O duelo da semifinal começou melhor para Kvitova, que conseguiu a única quebra do set inicial para abrir 4/1 e só enfrentou um break-point até o fim do set. A tcheca também foi a primeira a quebrar na parcial seguinte, chegando a liderar por 3/1, mas permitiu o empate no sexto game e voltaria a perder o saque no último game do set, quando Kerber liderava por 5/4. À essa altura do jogo, a alemã mostrava um tênis consistente do fundo de quadra e conseguia ser efetiva nas devoluções.

O terceiro set teve alguns altos e baixos, já que Kvitova abriu 2/0, Kerber virou para 3/2, mas permitiu que a rival voltasse a quebrar para fazer 4/3. A tcheca cedeu o empate no oitavo game e conseguiria uma nova quebra quando placar estava empatado por 5/5. Sacando para o jogo, Kvitova colocou poucos primeiros serviços em quadra e sofreu com devoluções profundas da alemã, que devolveu a quebra e forçou o tiebreak. Empurrada pela torcida da casa, Kerber abriu vantagem no tiebreak e confirmou a vitória. Kvitova fez 28 a 22 em winners, mas cometeu 29 erros contra 18 da alemã.

Siniakova também supera rodada dupla
A adversária de Kerber na final marcada para às 9h (de Brasília) deste sábado será a tcheca Katerina Siniakova, jogadora de 25 anos e 31ª do ranking. A alemã lidera o histórico de confrontos por 4 a 1.

Siniakova, que tem dois títulos de WTA e disputará a sexta final da carreira, também superou uma rodada dupla nesta sexta-feira. Primeiro, a tcheca derrotou a alemã Laura Siegemund nas quartas por 7/5 e 6/4. Horas depois, venceu a semifinal contra a espanhola Sara Sorribes por 6/2 e 6/4. Sorribes foi a única semifinalista a não precisar de dois jogos nesta sexta, beneficiada pela desistência de Victoria Azarenka no dia anterior.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva