Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Wimbledon terá o 1º chinês na chave desde 1959
24/06/2021 às 21h20

Zhizhen Zhang, de 24 anos, é apenas o quarto chinês a disputar um Grand Slam na Era Aberta

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Pela primeira vez na Era Profissional do tênis, a China terá um representante na chave principal masculina de Wimbledon. O autor da façanha é Zhizhen Zhang, jogador de 24 anos e 178º do ranking, que conseguiu passar pelo qualificatório com três rodadas em Londres. Zhang venceu na última rodada do quali o argentino Francisco Cerundolo por 6/0, 6/3, 6/7 (4-7) e 7/6 (8-6).

Embora a China tenha fornecido muitos competidores em Wimbledon entre as décadas de 1920 a 1950, Zhang será o primeiro homem de seu país a participar do torneio de grama desde 1959. Ele também é apenas o quarto chinês a jogar a chave principal de um Grand Slam desde o início da Era Aberta em 1968.

Os demais chineses a disputarem torneios do Grand Slam foram Di Wu no Australian Open de 2013, 2014 e 2016, além de Ze Zhang também em Melbourne nos anos de 2014 e 2015, e Zhe Li no Australian Open de 2019.

A China teve maior sucesso no tênis feminino nos últimos anos, com evidente destaque para Na Li, campeã de Roland Garros em 2011 e do Australian Open em 2014. Duas chinesas já estão na chave principal feminina em Londres, Shuai Zhang e Lin Zhu entraram diretamente, enquanto a jovem de 19 anos Xinyu Wang está na rodada final do quali e jogará na sexta-feira contra a tcheca Tereza Smitkova. 

Dois sul-americanos furam o quali
Dois jogadores sul-americanos conseguiram vagas na chave principal masculina em Londres. O chileno Marcelo Tomas Barrios Vera venceu o polonês Kamil Majchrzak (cabeça 1) por 6/4, 4/6, 7/6 (7-4) e 6/3. Já o argentino Marco Trungelliti, algoz do brasileiro Thiago Wild na segunda rodada, derrotou o holandês Botic Van De Zandschulp com o placar de 6/3, 4/6, 7/6 (7-5) e 7/5.

Três representantes dos Estados Unidos furaram o quali, Denis Kudla, Mackenzie McDonald e o jovem de 19 anos Brandon Nakashima. Também avançaram os australianos Christopher O'Connell e Marc Polmans, os alemães Daniel Masur e Oscar Otte, os franceses Arthur Rinderknech, Gregoire Barrere, Benjamin Bonzi e Antoine Hoang, o espanhol Bernabe Zapata Miralles e o holandês Tallon Griekspoor.

Comentários