Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Bia cai para jovem americana na fase final do quali
24/06/2021 às 13h59

Pela campanha, Bia fará 30 pontos no ranking. Ela tentava voltar a um Grand Slam após dois anos

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Depois de vencer seus dois primeiros jogos no qualificatório de Wimbledon, Beatriz Haddad Maia encerrou sua participação no torneio nesta quinta-feira. A número 1 do Brasil e 188ª do ranking perdeu para a jovem norte-americana de 19 anos Katie Volynets, 200 do mundo, com parciais de 7/5 e 6/4 em 1h32 de partida.

Pela campanha no quali, Bia garante 30 pontos no ranking. Ela não tem pontos a defender e descarta apenas sete de seu 16º e último resultado válido para o ranking. A premiação em dinheiro para a fase final do quali é de 25.500 libras esterlinas. Aos 25 anos, a paulistana tentava disputar sua sétima chave principal de Grand Slam e a terceira em Wimbledon. Ela poderia voltar a jogar um Slam depois de dois anos.

Algoz de Bia no torneio, Volynets atingiu o melhor ranking da carreira há uma semana, quando ocupou o 196º lugar. A norte-americana está em sua terceira semana seguida na grama. Ela chegou a furar o quali do WTA de Nottingham, mas não passou da estreia na chave principal. Na sequência, atuou em Birmingham e também caiu na estreia. Durante o quali de Wimbledon, ela não perdeu sets. A jovem tenista disputará seu segundo Slam como profissional, depois de ter atuado no US Open de 2019.

Bia começou à frente nos dois sets
Apesar de Bia ter sido a primeira a quebrar para abrir 2/0 no placar, a vantagem durou pouco e ela permitiu o empate no quarto game. Depois disso, Volynets não teria mais o serviço ameaçado até o fim do primeiro set. A norte-americana utilizava bem as bolas cruzadas e explorava o segundo serviço de Bia para ter novas chances de quebra. A brasileira até escapou de dois break-points no 4/4, mas acabou perdendo o saque dois games mais tarde, quando a norte-americana aproveitou muito bem as subidas da brasileira à rede.

O roteiro do segundo set foi parecido, já que Bia abriu novamente 2/0, mas não conseguia sustentar a vantagem. Além disso, ela também mostrava descontentamento com algumas marcações das linhas. Ainda assim, a brasileira conseguia se manter focada no jogo. Entretanto, Volynets seguia muito sólida do fundo de quadra e conseguiu uma quebra no sétimo game para fazer 4/3. Bia buscou o empate no game seguinte, mas voltaria a perder o saque logo depois. Restou à norte-americana definir a partida em seu serviço.

Comentários