Notícias | Dia a dia
Moyá: 'Derrota em RG não afetou decisões de Nadal'
21/06/2021 às 11h50

Madri (Espanha) - Um dos treinadores do espanhol Rafael Nadal, o compatriota Carlos Moyá falou um pouco sobre o pupilo no programa Tablero Deporte da RTVE, no qual comentou a ausência do canhoto de Mallorca em Wimbledon e nos Jogos Olímpicos, além de também analisar a derrota sofrida para o sérvio Novak Djokovic nas semifinais de Roland Garros.

Moyá garantiu que a eliminação em Paris não interferiu na decisão de Rafa e destacou o desgaste mental e a semana a menos entre os dois Grand Slam como cruciais para a ausência em Wimbledon. “A temporada no saibro foi muito dura, com muita pressão física e mental e Rafa terminou exausto. Ele vai ter um merecido descanso depois de uma maratona”, explicou.

“É preciso tomar decisões difíceis e ele considerou que o melhor era parar para voltar cheio de força. Dois anos atrás, Rafa atingiu um ponto de grande fadiga mental do qual era muito difícil sair e agora ele interpretou que estava perto disso de novo. Ele não consegue entrar em um Grand Slam se não estiver 100%, por tudo o que sua imagem implica”, acrescentou o treinador.

A atual situação do circuito, com bolhas e diversas restrições, também pesou para a decisão do espanhol. “A derrota não afetou tanto quanto o fato de haver uma semana a menos que o normal para se preparar para Wimbledon, bem como o contexto em que estamos com a pandemia”, observou Moyá.

“Jogar com pouco público afeta o Rafa, ele é uma pessoa que tem uma grande conexão com as pessoas e era difícil ir para Londres com uma quarentena no meio. É mentalmente complicado enfrentar confinamento antes de um grande jogo”, acrescentou o técnico do atual número 3 do mundo.

Moyá também analisou a partida contra Djokovic. “Foi um jogo parecido com o que tiveram em Roma algumas semanas antes. Tudo estava muito equilibrado e era vital conseguir vencer os pontos importantes isso é algo que pode mudar o equilíbrio. Novak foi melhor nessas situações”, observou o treinador.

“Muitas vezes falamos de tática, mas para vencer esses jogos é preciso ter muito sucesso em todos os seus golpes. “Rafa cometeu muitos erros não forçados e não estava em seu melhor nível tanto no saque quanto no backhand. Novak se saiu melhor e conseguiu encurralá-lo muito bem”, finalizou o ex-tenista profissional.

Comentários
Loja - camisetas
Tennis Camp