Notícias | Dia a dia
Berrettini destaca sucesso de nova geração italiana
19/06/2021 às 17h08

Berrettini faz boa semana em Queen's e chega à final sem perder sets

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - O bom momento da nova geração do tênis italiano anima Matteo Berrettini. Aos 25 anos, o atual número 9 do mundo destacou uma série de fatores que fazem com que a Itália dê bons frutos no circuito nos últimos anos, especialmente os promissores tenistas de 19 anos Jannik Sinner (23º do ranking) e Lorenzo Musetti (61º colocado).

"Eu não acho que exista apenas uma razão. Acho que é um pouco de tudo, juntando o trabalho da Federação, com um pouco de sorte, e com o fato de haver tantos jogadores que se ajudam para chegar lá, de uma forma que estimulem uns aos outros", disse Berrettini durante entrevista coletiva no ATP 500 de Queen's, em Londres.

"Nós treinamos juntos e melhoramos. A maioria de nós é formada por jovens. E acho que a mentalidade mudou um pouco. Estamos conversando sobre isso com alguns jogadores e alguns treinadores", explica o vencedor de quatro títulos no circuito. "Agora todos sabemos que podemos jogar em qualquer piso. Grama, saibro, quadra dura... Não importa. Você está mentalmente pronto para enfrentar qualquer situação. E isso é o que faz de você um jogador melhor. É isso que estamos tentando fazer".

Berrettini também destaca o trabalho da geração anterior, especialmente Fabio Fognini, de 34 anos, e Marco Cecchinato, 28, que abriram o caminho para os mais jovens. "Acho que estamos aproveitando o momento dos outros jogadores também. Acho que o Cecchinato começou tudo em 2018 [quando foi semifinalista de Roland Garros]. E Fábio também já estava lá. E então descobrimos que poderíamos fazer isso também".

Italiano ainda não perdeu sets no ATP londrino

Finalista em Queen's, Berrettini já venceu quatro jogos na semana e não perdeu um set sequer. O italiano decide o título neste domingo, às 9h30 (de Brasília) contra o britânico Cameron Norrie. "Esse era o objetivo da semana, e agora tenho mais um passo. É uma grande conquista, principalmente para a história deste torneio. Estou muito feliz porque, para vencer o Alex hoje, tive que jogar meu melhor tênis", disse após a vitória na semifinal contra o australiano Alex de Minaur por duplo 6/4.

"A minha mentalidade é que sempre acho que posso vencer os meus games de serviço. Eu sei que tenho uma grande arma com meu saque e a primeira bola. Se eu dormir muito bem hoje, significa que alguma coisa está errada antes da final. Tenho que estar um pouco nervoso e tenso, senão a adrenalina não entra e fica mais difícil de jogar".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG