Notícias | Dia a dia
Krejcikova alcança top 15 em simples e nº 1 de duplas
14/06/2021 às 14h38

A tcheca alcança o melhor ranking da carreira em simples e volta à liderança nas duplas

Foto: Arquivo

Paris (França) - Campeã de simples e duplas em Roland Garros, a tcheca Barbora Krejcikova deu um salto nos dois rankings divulgados nesta segunda-feira. A jogadora de 25 anos é agora a número 15 do mundo na lista individual. Já entre as duplistas, voltou à liderança do ranking, retomando a posição que já havia ocupado por 12 semanas em 2018. Além disso, a tcheca é a segunda colocada na corrida para o WTA Finals em simples, e lidera a lista nas duplas, ao lado da parceira Katerina Siniakova.

Krejcikova ganhou 18 posições com o título de simples no Grand Slam francês. Há duas semanas, ela aparecia no 33º lugar, depois de conquistar seu primeiro WTA em Estrasburgo. Ela só entrou no top 100 no ano passado, quando chegou às oitavas em Paris e terminou a temporada no 65º lugar, depois de de boas campanhas nas quadras duras e cobertas de Ostrava e Linz. No início do ano, ela fez outro bom resultado no WTA 1000 de Dubai.

Vice-campeã em Paris, a russa Anastasia Pavlyuchenkova também subiu bastante no ranking. A jogadora de 29 anos ganhou 13 posições e agora está no 19º lugar. A melhor marca de sua carreira, entretanto, segue sendo a 13ª colocação, alcançada em 2011.

Entre as semifinalistas, a grega Maria Sakkari permanece na 18ª posição, enquanto a eslovena Tamara Zidansek ultrapassou 38 jogadoras e assumiu o 47º lugar. Quem também tem o melhor ranking da carreira é a norte-americana de 17 anos Coco Gauff, agora na 23ª posição, depois chegar às quartas em Paris.

Top 10 inalterado, destaques de 2019 caem no ranking
O top 10 do ranking mundial não teve alterações depois de Roland Garros. Mesmo perdendo quase todos os 2 mil pontos conquistados no título de 2019, a australiana Ashleigh Barty permanece na liderança, sendo seguida por Naomi Osaka, Simona Halep, Aryna Sabalenka, Sofia Kenin, Elina Svitolina, Bianca Andreescu, Serena Williams, Iga Swiatek e Karolina Pliskova.

Já a tcheca Marketa Vondrousova, vice em 2019 perdeu 20 posições e foi parar no 41º lugar do ranking. Quem também caiu foi a britânica Johanna Konta. Apesar de receber os 280 pontos pelo título do WTA de Nottingham, ela não defendeu os 780 pontos da semi em Paris de 2019. Com isso, perdeu dez posições e é agora a número 30 do mundo. Já a norte-americana Amanda Anisimova, também semifinalista há dois anos, perdeu 38 posições e agora só aparece na 79ª posição.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva