Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Tsitsipas lamenta ter perdido controle de seu jogo
13/06/2021 às 20h11

Paris (França) - O grego Stefanos Tsitsipas flertou com a conquista de Roland Garros neste domingo, abriu 2 sets de frente na final diante do sérvio Novak Djokovic, mas quem acabou levando a Taça dos Mosqueteiros para casa foi o número 1 do mundo, que buscou uma virada épica e faturou o bi no torneio. Para o vice-campeão ficou apenas a lição de que jogos em melhor de cinco sets têm uma história diferente.

“Aprendi que não importa o que aconteça, as partidas terminam quando você ganha três sets. Não dois. Em um Grand Slam, vencer dois sets não garante absolutamente nada. Você precisa de mais um. É muito triste cair nesta final. Sinto que perdi uma boa oportunidade. Estava jogando bem e espero poder fazer melhor da próxima vez”, lamentou o grego, que disputava sua primeira final de Slam.

“Comecei a jogar muito curto. Senti que depois do segundo set e perdi o ritmo. Não sei por que. Foi muito estranho, considerando que joguei em alto nível na primeira metade da partida. As coisas acabaram mudando e foi muito difícil reajustar depois que me senti inferior a Nole. Pareceu que havia perdido o controle do meu jogo”, complementou Tsitsipas.

+ Djokovic quer recorde e sonha com 'Golden Slam'
+ Djokovic reassume liderança na corrida para o Finals

O grego ainda busca melhores respostas, mas acredita que a virada não seja tanto demérito seu e sim mérito de Djokovic. “Não sinto que relaxei ou mudei meu estilo de jogo, simplesmente não conseguia acompanhá-lo. No final do segundo set, Novak foi para o vestiário e quando voltou parecia um jogador totalmente diferente. não sei o que aconteceu lá. Mas a partir daí ele jogou muito bem”.

Ao ser perguntado sobre o atendimento recebido em quadra, Tsitsipas contou que não foi nada tão importante e que por isso continuou depois sem problemas. “Pedi o fisioterapeuta porque senti um bloqueio no quadril e precisava de uma ajudinha para conseguir desbloquear. Aí não senti nenhum desconforto e pude jogar normalmente”, afirmou o grego.

Mesmo com a frustração da derrota, Tsitsipas saiu de certa forma satisfeito por ter mostrado que pode lutar por títulos como este. “Apesar da minha derrota, tenho fé no meu jogo. Acredito firmemente que posso jogar em alto nível. Hoje estive muito perto de conseguir. Sei que se continuar a trabalhar desta forma, poderei ganhar este troféu um dia”, finalizou.

Comentários