Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal lamenta erros e chances perdidas no 3º set
11/06/2021 às 21h59

Nadal sofreu apenas sua terceira derrota em 108 partidas disputadas em Roland Garros

Foto: Arquivo

Paris (França) - Treze vezes campeão de Roland Garros, Rafael Nadal sairá de Paris de mãos vazias. O número 3 do mundo se despediu da competição nesta sexta-feira, com uma derrota de virada para o atual líder do ranking Novak Djokovic. Depois de uma batalha de quatro sets, e com 4h11 de duração, o espanhol de 35 anos lamentou algumas oportunidades perdidas, especialmente na terceira parcial, que poderiam ter mudado o rumo do jogo.

"Tive uma grande chance no set-point com 6/5 e segundo saque dele. Qualquer coisa poderia acontecer naquele momento. Depois, no tiebreak, eu cometi uma dupla falta e errei um voleio fácil", disse Nadal após a derrota por 3/6, 6/3, 7/6 (7-4) e 6/2 para Djokovic. "É verdade que fizemos alguns pontos malucos durante o jogo e o cansaço também está presente, então isso pode acontecer. Mas se você quiser vencer, não pode cometer esses erros".

"Mas assim é o esporte. As vezes você ganha, as vezes você perde. Tentei dar o meu melhor. Foi uma boa luta lá, tentei o meu melhor, mas hoje não foi o meu dia", acrescentou o espanhol, que sofreu apenas sua terceira derrota em 108 partidas disputadas pelo Grand Slam francês. "Os meus golpes não foram tão efetivos hoje. E contra um jogador que pega muito cedo na bola, se você não conseguir tirá-lo de posições confortáveis, fica muito difícil de vencer".

Nadal também acredita que Djokovic se adaptou melhor às condições da quadra, que foram mudando durante a partida. "Estávamos jogando com muito calor e quique alto da bola. Mas durante a noite, a situação muda um pouco. Portanto, a bola quica um pouco menos e tem menos topspin. Isso é mais favorável para ele. Mas não importa. Assim é o tênis. O jogador que se adapta melhor às condições é aquele que merece vencer. Então, sem dúvida, ele merecia a vitória".

O alto nível da partida desta sexta-feira fez com que a organização do torneio flexibilizasse o 'toque de recolher', previsto para às 23h (locais), com a anuência das autoridades de saúde, para que os torcedores continuassem no estádio. "O apoio que eu tive foi incrível! Eu não posso agradecer o suficiente. Estava super cansado em alguns momentos, mas a torcida me deu um pouco de energia para continuar. É muito emocionante para mim sentir o amor das pessoas do lugar mais importante da minha carreira no tênis, sem dúvida. Então, muito obrigado a todos eles".

Comentários