Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Sakkari lamenta 'erro de novata' após match-point
10/06/2021 às 22h29

Sakkari acredita que pensou demais na oportunidade perdida contra Krejcikova

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Paris (França) - Eliminada na semifinal de Roland Garros, a grega Maria Sakkari lamentou o que chamou de 'erro de novata' na derrota para a tcheca Barbora Krejcikova nesta quinta-feira. A grega chegou a ter um match-point na partida, quando liderava o último set por 5/3, mas não aproveitou a chance. Depois disso, ela reconhece que ficou pensando demais na oportunidade perdida e começou a jogar de forma muito passiva, permitindo a virada à rival.

"Eu fiquei estressada, começando a pensar que estava a um ponto de chegar à final. Acho que é um erro de novata. Agora eu sei que, se estiver de novo nessa situação, não posso fazer isso de novo. Eu fiquei um pouco estressada, fiquei um pouco mais passiva no meu jogo", disse Sakkari, após a derrota por 7/5, 4/6 e 9/7 para Krejcickova após 3h18 de partida. "Não fui agressiva. Eu estava um pouco na defensiva, especialmente nos pontos importantes. Não consegui encontrar uma maneira de quebrar o saque dela depois do 5/5. Acho que são emoções humanas, mas vou aprender com isso".

A campanha em Paris foi a melhor de Sakkari em um Grand Slam. A grega de 25 anos está com o melhor ranking da carreira, ocupando o 18º lugar. "É claro que estou orgulhosa da minha campanha aqui, mas a derrota de hoje dói muito porque eu estava muito perto de vencer. Eu estava a apenas um ponto de distância. Mas o que eu posso fazer? Existem muitos pontos positivos e alguns negativos. Eu só tenho que aceitar, seguir em frente, e ver como vou fazer na próxima vez".

Reconhecida por ser uma tenista com muita potência nos golpes, Sakkari teve dificuldades para lidar com o estilo de jogo da adversária. Krejcikova tentou tirar o peso da bola, disputar alguns ralis de slices, trazer a rival para a rede, além de recorrer frequentemente às bolas mais altas. "Contra a maioria das jogadores você pode jogar no ritmo delas, mas contra ela é você quem tem que gerar ritmo. As condições da quadra estavam mais pesadas hoje, o que foi melhor para ela, eu acho".

"Eu só sentia que às vezes a bola parava e eu precisava gerar ritmo por conta própria. Aquilo foi um pouco complicado. É por isso que eu estava errando muitas bolas no início", avaliou a grega. "Mas é claro que no geral ela tem um jogo de fundo de quadra muito bom, faz ótimos voleios e tem um bom saque. Acho que ela está jogando bem agora. Acho que eu teria feito algumas coisas de forma diferente, mas agora é tarde demais".

Comentários