Notícias | Dia a dia
Dinamarquês é investigado por comentário homofóbico
08/06/2021 às 11h28

Biella (Itália) - A conquista do challenger de Biella, a primeira do promissor dinamarquês Holger Rune, sairá com um gosto amargo para o tenista de 18 anos. Isso porque o jovem tenista fez comentários homofóbicos durante a partida semifinal contra o argentino Tomás Etcheverry.

O ex-número 1 juvenil e atual 291 no ranking da ATP gritou em sua língua nativa: “Vamos lá, bicha” e “Você é um jogador de merda e está jogando como uma bicha”. A declarações foram destacadas pelo canal dinamarquês TV2 e acabaram forçando a ATP a fazer uma investigação sobre o caso.

“A ATP está empenhada em garantir um ambiente inclusivo para todos os jogadores e fãs. Não há absolutamente lugar para comentários homofóbicos no tênis. De acordo com a seção 8.04 do Código de Conduta do Jogador, a ATP está investigando os comentários de Holger Rune durante uma partida no sábado, 5 de junho de 2021, no challenger 80 em Biella”, disse a entidade.

Em sua conta do Instagram, Rune já publicou um pedido de desculpas. “Sou jovem e preciso aprender. Não que isso me permita falar bobagens assim. Lamento muito e espero que as pessoas aceitem meu pedido de desculpas”, disse o dinamarquês, prometendo nunca mais ter tal atitude.

A mãe do jovem jogador, Aneke Rune, não ficou de braços cruzados diante da polêmica e acusou a TV2 de assediar seu filho, descrevendo o comentário dele como "incorreto". Em sua conta no Instagram, ela atacou o meio de comunicação por “criarem notícias e fofocarem sobre um jovem batalhador”.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva