Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Djokovic apoia Osaka e diz que decisão foi corajosa
02/06/2021 às 10h48

Paris (França) - Após fazer sua estreia em Roland Garros, passando pelo norte-americano Tennys Sandgren em sets diretos, o sérvio Novak Djokovic comentou a decisão da japonesa Naomi Osaka de abandonar o torneio no meio para cuidar da parte mental. O número 1 do mundo apoiou a atitude da colega de circuito e também elogiou sua postura.

“Naomi é muito jovem e obviamente cresceu com a mídia social e a habilidade de falar através de seus canais. Posso entendê-la bem e me identifico com ela. Eu a apoio e acho que foi muito corajosa ao tomar essa decisão. Lamento muito que você esteja passando por momentos dolorosos e sofrendo mentalmente”, disse o sérvio.

Djokovic torce para que a japonesa consiga se recuperar e voltar ainda mais forte para novas conquistas. “Não falei com ela, mas desejo-lhe tudo de bom e espero que se recupere. Ela é uma jogadora muito importante para o nosso esporte. Se precisar de um tempo, refletir e se recarregar, eu respeito totalmente e espero que volte mais forte”, acrescentou o líder do ranking.

Ele aproveitou o assunto para criticar a estrutura do circuito, principalmente os dirigentes dos torneios, que se preocupam mais com os eventos do que com os tenistas. “Os Grand Slams estão protegendo a si mesmos e a seus próprios negócios. É claro que eles seguirão as regras e garantirão que sejam seguidas”, disparou.

“Do contrário, teremos que pagar multas e receber sanções, algo que não me surpreende e a que estamos acostumados. Também já estamos familiarizados com as entrevistas pós-jogo e muitas vezes nos fazem perguntas bem parecidas, mas isso faz parte do nosso esporte e a mídia é importante”, complementou Novak.

Comentários