Notícias | Dia a dia
Ruud se inspira em Federer e espera ir longe em RG
23/05/2021 às 08h58

Genebra (Suíça) - Embora tenha caído logo em sua estreia no ATP 250 de Genebra, o suíço Roger Federer de certa forma se fez presente na final, servindo de inspiração para o campeão do torneio Casper Ruud. Após bater o canadense Denis Shapovalov em sets diretos, o norueguês contou ter se inspirado no saque do ex-número 1 do mundo para melhorar seu desempenho neste fundamento.

“Eu me inspirei um pouco na movimentação que Federer faz no saque. Parece que ele consegue ver a bola no momento em que impacta com a raquete. Tentei replicar este estilo e parece que funcionou perfeitamente para mim ao longo desta semana. Federer não é um cara muito alto, mas sempre teve um ótimo saque”, disse o tenista de 22 anos.

Ruud realmente mostrou bastante firmeza na decisão com os serviços, vencendo 79% dos pontos com o primeiro saque e 81% com o segundo. “Foi uma mudança positiva, pois estou sacando melhor. É verdade que certas mudanças são complicadas, mas até o momento as coisas estão indo bem para mim”, comentou o atual 24 do mundo.

“Estou melhorando em todas as facetas do jogo, sinto que agora estou com melhor ritmo e mais preciso em todos os meus golpes. Pouco a pouco vou melhorando e as coisas parecem ficar um pouco mais fáceis”, acrescentou Ruud, que espera levar o bom momento no circuito para Roland Garros.

“Joguei em grande nível nos últimos torneios e tenho chegado às últimas rodadas, isso é ótimo e me dá muita motivação para Roland Garros, onde terei que me adaptar novamente às novas condições e acima de tudo encarar melhor dos cinco sets. Quero muito jogar lá e tentar fazer bem. Espero poder manter esse bom nível contra os melhores, este é o grande objetivo”, disse Ruud.

Além do título em Genebra, o norueguês fez três semifinais seguidas no saibro europeu, a primeira delas em Monte Carlo, a outra em Munique e depois repetindo o feito em Madri. “Se quiser fazer um bom torneio em Paris, terei de estar focado e jogar forte desde o primeiro jogo”, analisou.

“Se trabalhar duro todos os dias estarei perto de poder fazer isso. Sei muito bem que todas as partidas de Grand Slams são difíceis, então você tem que estar preparado desde o primeiro momento. O fato de ser cabeça de chave vai me ajudar um pouco nas primeiras rodadas. Espero estar na segunda semana de Roland Garros”, finalizou Ruud.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio